Mais de um ano após o crime, 3 policiais são indiciados pelo assassinato de João Pedro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Três policiais civis foram indiciados pelo assassinato do adolescente João Pedro, que aconteceu em maio de 2020, durante uma operação policial em São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Os policiais são Mauro José Gonçalves, Maxwell Gomes Pereira e Fernando de Brito Meister.

João Pedro foi assassinado em maio de 2020, no complexo do Salgueiro – Foto: Divulgação

Mauro José Gonçalves e Maxwell Gomes Pereira vão responder por homicídio culposo, quando não há intensão de matar; já Fernando de Brito Meister. responderá por tentativa de homicídio culposa, uma vez que foi descartada a possibilidade de o agente ter atingido o adolescente.

Entenda o caso

O adolescente João Pedro Mattos Pinto de 14 anos, foi morto durante uma operação conjunta das polícias Federal e Civil, no complexo do Salgueiro, em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, na noite do dia 18 de maio. O menino estava na casa de seu tio, brincando com amigos quando policiais invadiram a casa atirando. O adolescente foi atingido na barriga, chegou a receber socorro, mas não resistiu.

As polícias Federal e Civil emitiram nota justificando o ocorrido. As corporações afirmaram que o segurança de um traficante que era alvo da operação havia pulado o muro da casa do adolescente e que houveram disparos e arremessos de granadas na direção dos agentes.

Em abril de 2020, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal a realização de operações policiais em comunidades do Rio de Janeiro.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.