Ciro Gomes volta a chamar líder do MBL de ‘capitão do mato’ e Holiday diz que o processará novamente

Fernando Holiday, vereador e líder do MBL, diz que processará mais uma vez o ex-candidato à presidência Ciro Gomes.  

Ciro, que já foi condenado a pagar R$ 38 mil por ter chamado Holiday, de “capitão do mato” no ano passado, repetiu a expressão em entrevista à Band News. Capitão do mato era como chamavam quem ajudava a capturar pessoas escravizadas.

Questionado se a crítica não era racismo Ciro respondeu “claro que não” e se justificou: “É um negro traidor da negritude. E quem era o negro traidor da negritude na história brasileira? Esse é o problema, eu sei ler, fiz o primário bem feito”, continua Ciro, antes de responder à própria pergunta: “O escravo submetido à humilhação do patrão que aderia a essa humilhação e se prestava ao serviço de matar escravos, açoitar escravos.”

Durante sua campanha para a Câmara Municipal de São Paulo, Fernando Holiday prometeu aos seus eleitores que as suas primeiras medidas como vereador seriam combater o vitimismo, acabar com as cotas raciais em concursos públicos e revogar o dia da consciência negra.

As declarações de Holiday fizeram com que o moço se tornasse o queridinho da direita branca, neoliberal e racista, que sempre sempre busca um preto para servir como exemplo de uma meritocracia que não existe em uma sociedade entranhada no racismo estrutural e institucionalizado.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: