Luiz Gama recebe título Honoris Causa da USP

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma das figuras negras centrais na luta pela abolição, Luiz Gama se tornou Doutor Honoris Causa pela Universidade de São Paulo (USP), nesta terça-feira (29), em uma reunião realizada de forma virtual. A proposta foi feita pela Escola de de Comunicações e Artes (Eca) e acatada pelo Conselho Universitário, tornando Luiz Gama o primeiro negro brasileiro a receber o título na Instituição. 

Luiz Gama é considerado o Patrono da Abolição no Brasil – Foto: Reprodução

Para o professor e diretor da Faculdade de Direito do Largo São Francisco, Floriano Peixoto de Azevedo, Gama sempre foi um jurista por excelência. “Ele frequentou a Faculdade de Direito do Largo São Francisco e teve respeito de muitos dos professores, tido como um verdadeiro jurista, ainda que não formado. Ele tem uma trajetória fundamental para a história do Brasil e também para a história do Direito no país”, disse o professor durante a reunião do Conselho. 

Lígia Ferreira, professora do Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), ressalta a importância do reconhecimento e da luta de Gama para a comunidade negra. “É um reconhecimento póstumo, porém justo. Ele foi um pioneiro da campanha abolicionista e republicana. A obra de Luiz Gama nos mostra a importância dele na divulgação de ideias que foram fundamentais para o Brasil da época”, enfatiza.

Leia também: Filme sobre o abolicionista Luiz Gama estreia em julho nos cinemas

Ligia comentou ainda que Gama precisa ser lido sempre e cada vez mais, principalmente para fortalecimento dos movimentos negros. “Certamente o título de Honoris Causa é uma maneira de enxergarmos a trajetória de uma pessoa que libertou mais de 500 escravos, que trabalhou pelos direitos humanos e que sempre valorizou o conhecimento. Luiz Gama é um monumento que os brasileiros precisam conhecer urgentemente”, disse.

Luís Gonzaga Pinto da Gama nasceu em Salvador (BA), em 1830, era filho de mãe negra e livre, mas foi vendido aos 10 anos pelo seu pai e permaneceu analfabeto até os 17 anos. Considerado o Patrono da Abolição da Escravidão do Brasil, Gama foi um abolicionista, orador, jornalista e escritor.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.