Influenciadora sofre racismo em padaria na zona sul do Rio: “me senti humilhada”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A influencer e ex participante do reality De Férias com o Ex, Sarah fonseca, acusa o funcionário de uma padaria em Ipanema, Zona Sul do Rio de Janeiro de racismo. Em vídeo publicado nas redes sociais, Sarah diz que ela se aproximava do namorado para pegar as chaves do apartamento quando o homem se aproximou e disse que era para ela se afastar.

Sarah se sentiu humilhada pela abordagem do segurança – Foto: Reprodução/Redes Sociais

“Eu fiquei em choque, me senti HUMILHADA na frente de todos! Eu não consigo descrever a raiva que eu ‘tô’ sentindo. Ele achou que eu estava fazendo o que? Por que eu deveria sair?. Depois que eu me exaltei e gritei com ele, ele começou a dizer que eu estava enganada, que não era nada daquilo. Normal, né? Nunca é injúria racial”, contou.

Leia também: Após chamar homem de “macaco”, turista é preso em flagrante por injúria racial na Bahia 

Ainda durante o vídeo, Sarah disse que não conseguiu completar nenhuma frase perto do namorado sobre o que ela realmente foi falar com ele. “Só consegui dizer uma frase ou mal completar: ‘I forgot the key with you’ [eu esqueci a chave com você]. Meu namorado, a mãe e o marido dela são gringos. Todos da Alemanha. Eles não falam português. Assim que mal terminei a frase, o segurança já apareceu super rápido ao meu lado pedindo pra eu sair. Como se eu estivesse pedindo dinheiro ou importunando eles. Logo perguntei por que ele estava lá e o que ele queria comigo. Ele não pediu desculpa em nenhum momento. Ele estava lá para me retirar dali“, explicou.

Ainda de acordo com Sarah, o namorado ficou sem entender o que aconteceu, enquanto ela discutia com o homem. “Logo eles se levantaram para ir embora comigo porque não fazia sentido ficarem ali. Assim que levantaram, pedi para ficarem no canto porque continuei discutindo com o funcionário e comecei a gravar sobre o ocorrido. Ele ficou sentado e não fez questão alguma de entender o problema ou pedir desculpa”, afirmou.

Em nota, a padaria Baked disse que ficaram “completamente indignados” com a atitude do segurança e que não é contratado da empresa, mas de um prestador de serviços terceirizado. Além disso, afirma a nota que já entraram em contato com a Sarah para prestar todo atendimento necessário. “Lamentamos muito que um ato como esse possa ter acontecido, principalmente em nossa loja, e reiteramos que tal postura é totalmente contrária aos valores da empresa. A Baked repudia toda e qualquer discriminação”, afirma a nota.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

5 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.