Governador do Maranhão multa Bolsonaro por não usar máscara e causar aglomeração

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após descumprir decretos do estado do Maranhão que obrigam cidadãos a usarem máscaras em espaços públicos, não promoverem aglomerações e não realizarem eventos – medidas sanitárias contra a covid-19, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foi autuado pelo governador Flávio Dino (PC do B).

O presidente da República cometeu a infração em Açailândia, município a 560 quilômetros da capital São Luís.

Bolsonaro tem 15 dias para apresentar sua defesa e, a partir daí, a Vigilância Sanitária, responsável pela autuação, definirá o valor. De acordo com a assessoria do governo do Maranhão, o valor pode variar entre R$ 2 mil e R$ 1,5 milhão.

O PRESIDENTE JAIR BOLSONARO DURANTE PASSAGEM POR SENADOR LA ROCQUE, NO MARANHÃO, NO DIA 21 DE MAIO DE 2021. FOTO: ISAC NÓBREGA/PR

O presidente cometeu as infrações durante um ato de entrega de 282 títulos de propriedade rural a assentados em Açailândia. Em diversos momentos, Bolsonaro cumprimentou a multidão sem usar máscara.

No evento, ele estava acompanhado do general Augusto Heleno, ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, de Tarcísio Gomes de Freitas, ministro da Infraestrutura, de Tereza Cristina, ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, de Gilson Machado, ministro do Turismo, de Geraldo Melo, presidente do Incra, e de seu filho Carlos Bolsonaro, vereador do município do Rio de Janeiro.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.