Goleiro ucraniano é suspenso por dez jogos depois de caso de racismo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na última quinta feira (8), a Comissão Disciplinar da UEFA determinou uma punição pesada ao goleiro ucraniano Kostyantyn Makhnovskyi. A entidade anunciou uma suspensão de dez jogos para o arqueiro da equipe do Ventspils, da Letônia, após o incidente de racismo que envolveu o jogador senegalês Samb Amadou, da equipe do Gzira United, de Malta, no dia 1º de agosto. Na partida, ambos os jogadores foram expulsos, depois de uma discussão dentro do campo. 

Goleiro ucraniano foi suspenso por 10 jogos – Foto: Reprodução Redes Sociais Ventspills

A entidade maior do futebol europeu apenas explicou que o goleiro ucraniano “teve uma atitude racista” e não entrou em detalhes e, por isso, suspendeu o jogador por dez jogos. 

Leia também: Clube aplica sanções em torcedores racistas

A punição para Makhnovskyi já se iniciou no jogo da última quinta feira (8), na derrota da sua equipe para o Vitoria de Guimarães, por 3 a 0, em Portugal, pela Liga Europa. A pena de dez jogos para casos de discriminação foi adotada pela Uefa em 2013. Porém, a punição só havia sido imposta no futsal.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.