Ex-Pantera Negra será libertado da prisão após quase 50 anos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O americano e ex-pantera negra, Sundiata Acoli, de 85 anos de idade, será libertado da prisão do estado de Nova Jersey, EUA. O ativista foi preso em 1973 acusado de participar de um tiroteio que terminou com a morte de Werner Foerster, policial estadual de NJ. Em sua defesa, ele afirma ter sido baleado no tiroteio e desmaiou, ao voltar para si, encontrou o corpo de Foerster no chão.

Depois de realizar 120 programas de ressocialização na cadeia, ter pedido durante 29 anos sua liberdade condicional, sempre negada, e possuir parecer em 2010 de um psicólogo designado pelo Estado que expressa o “profundo arrependimento” e era “hora de seriamente considerá-lo para liberdade condicional”, Sundiata teve nesta semana o seu pedido aceito. A Suprema Corte de Nova Jersey declarou que Acoli não é mais um risco para segurança pública e tem uma ficha prisional exemplar.

Liberdade da prisão de ex-pantera negra tem reações negativas

O governador do estado, o democrata Phil Murphy, posicionou-se contrário à liberdade do ex-pantera negra , segundo ele Acoli matou um herói. “Estou profundamente desapontado com o fato de que Sundiata Acoli, um homem que assassinou o policial Werner Foerster em 1973, seja libertado da prisão. Nossos homens e mulheres de uniforme são heróis, e qualquer um que tirar a vida de um oficial em serviço deve permanecer atrás das grades até o fim de sua vida”, informou o político de 64 anos em comunicado.

Leia também: Pela segunda vez, defensora pública que chamou entregadores de “macaco”, não comparece a depoimento

O Comando da Polícia de Nova Jersey, através do coronel e superintendente Patrick J. Callahan, contou que não está contente com a decisão da Suprema Corte de Nova Jersey. “A libertação de Acoli não é apenas uma injustiça para a família Foerster e os homens e mulheres que servem na Polícia de Nova Jersey, mas para todos os policiais deste país que dedicam suas vidas pela segurança dos cidadãos que juramos proteger”. 

O grupo “Panteras Negras”, foi criado em 1966 e tinha o objetivo a defesa da população afro-americana dos Estados Unidos, contra as violências policiais que havia na época. Vários integrantes da organização foram incluídos nas listas de órgãos policiais dos EUA, como o FBI e a CIA. Pelo menos 12 membros idosos dos Panteras Negras ainda estão presos nos EUA.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.