Ex-bailarina do Faustão, Carol Tozaki, relata racismo em loja

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Divulgação | CO Assessoria

Em seu Instagram, a ex-bailarina do Domingão do Faustão, Carol Tozaki, relatou ter sofrido racismo na loja Animale, num shopping em São Paulo, no último dia 3. Carol contou que teve tratamento diferenciado de outras clientes. Ao entrar no shopping, disse ela, sentiu uma movimentação estranha ao seu redor, e na própria loja nenhum vendedor a abordou, ao contrário, evitaram atendê-la.

Carol vive em Londres, onde trabalha como modelo, e estava em São Paulo havia poucas horas. “Não importa se você tem dinheiro, se tem condição. Vim aqui no Shopping Iguatemi e fiquei muito triste, me senti coagida, na verdade. Porque você pode estar vestida do jeito que você for, pode estar de relógio caro, de bolsa cara, você pode ter condições de vir aqui comprar e as pessoas sempre vão te tratar ‘menos’ (sic), não vão te atender direito pela cor da sua pele. E vai ter um monte de gente que vai falar que é mimimi. Mas não é. Eu vim aqui porque eu precisava comprar uma jaqueta de couro para mim e falei: ‘vou no Shopping Iguatemi porque com certeza lá vai ter'”, relata a modelo na rede social.

Ela afirma ainda que fora do Brasil é tratada de outra forma; e que no Brasil se julga pela cor da pele e por como se está vestido. A modelo, que tem 345 mil seguidores no Instagram, decidiu que não deve processar a loja, mas quis se pronunciar nas redes para ajudar outras pessoas que não tem voz para falar.

Leia também: https://noticiapreta.com.br/produtora-de-moda-sofre-racismo-em-loja-de-sao-paulo/

Em nota, a assessoria de comunicação da Animale informou o seguinte: “A Animale vem a público se desculpar pela forma como a cliente Carol Tozaki se sentiu em uma de suas lojas. A marca tem como compromisso construir uma cultura antirracista e garante que o relato da cliente fará parte da sua contínua revisão das ações de diversidade e inclusão que são implementadas tanto no time dessa loja, quanto em todo o time espalhado pelo país. Reafirmamos que a construção de uma sociedade verdadeiramente inclusiva e igualitária é e sempre será uma responsabilidade diária da empresa”.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.