Em jogo do Bréscia, Balotelli sofre racismo novamente

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Mais uma vez, o atacante italiano Mario Balotelli foi vítima de atos racistas no campeonato italiano. No último domingo (5), o Brescia enfrentou a equipe da Lazio, no estádio Mario Rigamonti, pela 19ª rodada do Campeonato Italiano. Após o primeiro gol marcado por Balotelli, os torcedores do time adversário começaram a promover cânticos racistas. O jogador relatou os atos ao árbitro, que interrompeu a partida por aproximadamente 30 minutos. Seguindo o protocolo da Fifa, o sistema de som do estádio começou a disparar mensagens antirracistas. 

Pela terceira vez, o atacante Mario Balotelli foi vítima de racismo no campeonato italiano – Foto: Divulgação EPA

Durante o ato racista, os torcedores locais apoiaram o jogador que se manifestou em sua rede social, repudiando o ato e pedindo para que os torcedores da Lazio “tenham vergonha”. Somente nos últimos meses, é a terceira vez que o jogador foi alvo de racismo dentro de campo.

Recorde de casos

No último ano, o futebol brasileiro registrou um recorde de denúncias de racismo dentro e fora dos campos. De acordo com o Observatório do Racismo no Futebol, 2019 registrou 56 casos de injúria racial nos estádios brasileiros, 12 a mais que o ano de 2018, que registrava o maior número de casos, desde o início dos registros, em 2014.

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.