Concurso valoriza a produção literária de jovens periféricos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O Instituto Raízes de Áfricas, em parceria com o Instituto da Cultura Afro no Brasil Legionirê, divulgou na última sexta-feira (5) o “Odo-Concurso Preto de Poesia para Jovens da Periferia”, numa cerimônia realizada no Instituto Águas de Oxalá, em Maceió. 

Solenidade de lançamento do Odo-concurso – Foto: André Palmeira

O objetivo é valorizar a literatura de escritores negros da periferia sob o tema  “Eu, jovem pret@, resisto e insisto”. O concurso será dividido em duas categorias: de 14 a 17 anos e de 18 a 21 anos. Os três primeiros colocados receberão prêmios em dinheiro. 

Além da disputa, o Instituto Raízes de Áfricas, irá publicar a coleção “Odo-Livro Preto de Poesias” com 30 poesias escritas pelos participantes. O regulamento e as inscrições já estão disponíveis e para saber mais informações, entre em contato pelo telefone (82) 98827-3656. 

APOIO-SITE-PICPAY

Layane Coelho

Mineira, estudante de jornalismo, mulher preta e resistente. Deseja realizar muitos sonhos e desenvolver um trabalho que modifique de alguma forma a vida das pessoas. Ama sorrir, sair com os amigos, cozinhar e as coisas simples da vida.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.