Bolsonaro diz que Enem ‘começa a ter a cara do governo’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira (15), em Dubai, que o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) “começa a ter a cara do governo”.

“O que eu considero muito também: começam agora a ter a cara do governo as questões da prova do Enem (…) Ninguém precisa ficar preocupado. Aquelas questões absurdas do passado, que caíam tema de redação que não tinha nada a ver com nada. Realmente, algo voltado para o aprendizado.”

disse Bolsonaro.

A prova do Enem será aplicada entre os dias 21 e 28 de novembro, para cerca de 3,1 milhões de candidatos ao ingresso no Ensino Superior. Segundo Bolsonaro, o ministro Milton Ribeiro, da Educação, garantiu que o ENEM será realizado sem impactos pelas demissões.

Leia também: Governo deve prorrogar por dois anos desoneração da folha de pagamento de empresas, diz Bolsonaro

Durante a última semana, servidores do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelo exame, afirmam que sofreram pressão psicológica e vigilância velada na formulação do Enem 2021 para que evitassem escolher questões polêmicas que eventualmente incomodariam o governo Bolsonaro. A interferência na elaboração das perguntas aplicadas na prova é um dos elementos por trás da série de demissões no INEP.

“É um absurdo o que se gastava com poucas pessoas lá”, acusou Bolsonaro, sem dar evidências, nem dizer a quem se referia.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.