Ataque de milícia na República Democrática do Congo deixa ao menos 60 mortos

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fonte: Reuters

Pelo menos 60 pessoas foram mortas em um ataque de milícia na manhã de quarta-feira (02) em um acampamento de deslocados no leste da República Democrática do Congo, segundo o chefe de um grupo humanitário local e uma testemunha.

Ambas as fontes disseram à Reuters que a milícia Codeco foi responsável pelos assassinatos, que ocorreram no acampamento de Savo, na província de Ituri.

Combatentes do Codeco mataram centenas de civis em Ituri nos últimos anos e forçaram milhares a fugir de suas casas, segundo a Organização das Nações Unidas. Ataques recentes também atingiram acampamentos de deslocados.

“Ouvi gritos pela primeira vez quando ainda estava na cama. Depois vários minutos de tiros. Fugi e vi pessoas gritando por socorro e percebi que eram os milicianos do Codeco que invadiram nosso local”, disse Lokana Bale Lussa, um morador do acampamento.

LEIA TAMBÉM: Dia do refugiado: como estão vivendo venezuelanos e congoleses no Brasil

“Contamos mais de 60 mortos e (mais) feridos graves”, acrescentou ele.

Charite Banza Bavi, presidente do grupo humanitário local para a região de Bahema-Norte, calculou o número de mortos em 63.

O local de Savo abrigava cerca de 4.000 pessoas em dezembro, de acordo com a agência de migração da ONU.

Um porta-voz do governo não pôde ser encontrado imediatamente para comentar.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.