Artista mineiro é selecionado para exposição em Chicago e lança campanha para financiar viagem

Mineiro do bairro Santa Cândida em Juiz de Fora, João Victor Medeiros sempre esteve próximo aos temas pertinentes à periferia. Com 22 anos, ele iniciou-se na fotografia há apenas quatro, na época em que participava de coletivos de hip hop em sua cidade natal. Passou então a fotografar a cultura em Juiz de Fora, sempre com foco em grupos marginalizados: negros, LGBTs, moradores de periferia, etc.

Buscando contar histórias sobre essas pessoas de maneira a retratá-las com dignidade, João Victor Medeiros conheceu, através de uma oficina, o trabalho de JR Ripper, fotógrafo carioca dono da frase: “Quero que as pessoas queiram bem aos meus fotografados” – e João logo soube que aquilo era uma excelente definição para o seu trabalho.

Foto: João Victor Medeiros

“As pessoas são dignas, mesmo no sofrimento ou na luta. Quando retrato alguém, quero ser um elo entre o fotografado e quem vê a foto, usar a fotografia como ferramenta e ser parte da mudança que desejo pra mim e pro mundo”, conta João Victor Medeiros.

Em 2017, iniciou um projeto fotográfico sobre feiras livres, projeto esse que foi selecionado para participar da edição de Chicago da “The Other Art Fair”, feira de arte internacional com foco em promover artistas emergentes que ainda não estão inseridos nos circuitos de grandes museus e galerias.

Para estar presente nessa feira/exposição, João Victor Medeiros precisa arrecadar em torno de 13 mil reais, que custearão documentação, passagens, impressão em alta qualidade e emolduramento de suas obras, além do valor do stand de exposição, incluindo design e iluminação do mesmo.

Foto: João Victor Medeiros

Então, ele criou um financiamento online através da plataforma “Catarse”, mas não quer depender apenas de doações para conseguir o sonho de expor nos Estados Unidos. O artista está com agenda aberta com preços promocionais para realização de fotos e vídeos, também está vendendo suas obras e realizando uma rifa e agora busca patrocínio de instituições e artistas. A campanha está no ar até o dia 17 de abril e foi realizada no formato “Tudo-ou-nada”, ou seja: ele só ficará com o dinheiro se a campanha for bem sucedida, caso o contrário, o valor volta automaticamente aos apoiadores.

“Expor nessa feira é a maior oportunidade da minha carreira até aqui. Curadores de grandes museus como o Museu de Arte Moderna (MoMA) vão a The Other Art Fair buscar novos artistas, então é uma chance de ser visto e entrar no circuito de grandes galerias. Isso seria um ótimo começo de uma carreira na fotografia, possibilitando que eu me estabilize na área e possa realizar algumas metas a longo prazo, como uma escola de fotografia e formação do olhar na minha comunidade – para que mais pessoas de periferia possam contar suas próprias histórias.”

Ajude João a realizar seu sonho colaborando neste link:
https://www.catarse.me/joaoemchicago

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: