Time inglês abandona partida após sofrer racismo e pede providências à Uefa

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A equipe sub-18 do Queens Park Rangers, time que joga a segunda divisão da Inglaterra, deidiu deixar o gramado, por ordem da comissão técnica, após ser alvo de ofensas racistas de torcedores enquanto jogava uma partida com o Nervión, da Espanha. Das arquibancadas se ouviam xingamentos racistas e gritos imitando macacos.

O time do Queens Park Rangers também enfrentou Sevilla e Cádiz em amistosos durante a viagem para a Espanha. Em nota, o clube inglês informou que o ato de deixar o campo de jogo condiz com acordo debatido durante uma sessão de igualdade e diversidade com os ativistas da campanha anti-racismo “Kick It Out” (Chuta Pra Fora).

“Tomamos uma posição muito forte contra o racismo e não toleraremos que um dos nossos jogadores seja submetido aos comentários desprezíveis vivenciados”, disse o chefe executivo da equipe londrina, Lee Hoos.

Ele também fez um pedido à associação europeia de futebol para que entidade tome alguma providência: “Infelizmente, parece que alguns países têm um longo caminho a percorrer a respeito disso e peço à Uefa que tome as medidas mais duras possíveis, já que incidentes desta natureza estão a acontecer com demasiada frequência”, pediu Hoos.

Por se tratar de um amistoso internacional, no entanto, a jurisdição do assunto é da Fifa, que ainda não se pronunciou sobre o caso.

APOIO-SITE-PICPAY

2 Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.