Ministério Público e Organização Internacional do Trabalho lançam o Observatório da Diversidade e da Igualdade de Oportunidade

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma parceria entre o Ministério Público do Trabalho (MPT) e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançou o Observatório da Diversidade e da Igualdade de Oportunidade. De acordo com dados do Observatório, a média salarial de homens empregados no setor formal no Brasil é de R$ 3,2 mil por mês, e das mulheres cerca de R$ 2,7 mil. Quando se fala em mulheres negras, a diferença é ainda maior, que recebem praticamente metade do rendimento dos homens brancos. 

Procuradora Valdirene Assis – Coordenadora do Projeto – Foto: Almeida Consultores

Segundo a procuradora Valdirene Assis, coordenadora do projeto, o intuito é estimular as empresas a alterar as estruturas internas discriminatórias e racistas. “Os processos [seletivos] vão importar na progressão da carreira das pessoas que já estão contratadas. Conhecer os dados nos permite enxergar então que medidas a empresa pode adotar para incrementar a diversidade no seu quadro funcional”, analisou.

Lucratividade das empresas

Estudos das Nações Unidas mostram que empresas que promovem a igualdade têm mais probabilidade de serem mais lucrativas. Ainda segundo a ONU, a diversidade contribui para o lançamento de novos produtos e serviços, com a expectativa de diversos públicos distintos. 

Para conhecer o Observatório da Diversidade e da Igualdade de Oportunidade no Trabalho, basta acessar o site smartlabbr.org. A plataforma foi totalmente desenvolvida em código aberto e está disponível para download.

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.