Segurança do Burguer King agride menino de 12 anos com cinto em São Paulo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Um segurança do Burger King na Rodovia Anchieta, na Zona Sul de São Paulo, agrediu com golpes de cinto um menino negro, de 12 anos. O caso aconteceu na última terça-feira (15). O garoto pedia comida em frente ao fast food e foi agredido após receber um copo de refrigerante de uma cliente.

“Eu tava lá no trevo tentando arrumar um lanche pra eu e meus amigos comer”, disse o menino em entrevista a TV Globo.

Ele contou que uma mulher parou e deu um copo para ele e, no momento que foi pegar o refrigerante, o segurança foi atrás.

“Eu entrei. Aí ela foi e me deu um copo. Aí eu falei tá bom. Aí na hora que eu fui encher, ele pegou o copo de mim e deixou lá no lixo. Daí, quando fui correr, ele me deu uma cintada”, contou.

Foi então que um cliente começou a gravar a briga que teve início quando um rapaz, que estava com o menino, se desentendeu com o segurança. O funcionário caiu no chão, tomou um chute e seus colegas do Burger King separaram a briga.

LEIA TAMBÉM: MPF apura caso do quilombola agredido em RN

Burguer King

A mãe do menino só soube da agressão após o vídeo circular nas redes sociais. Ela acredita que o segurança tenha sido racista, pelo fato de o menino ser negro. A agressão deixou marcas nas costas da vítima.

“Uma criança de 12 anos. E foi muito agressivo também na parte da cor, porque o segurança é branco, e o meu filho é preto. Mas não justifica. Por a mão numa criança de 12 anos. Não justifica. Ele tem pai e ele tem mãe”, disse a atendente Rayane Carmen da Silva.

O garoto foi levado para fazer exame de corpo de delito nesta quinta-feira (17).

O caso foi registrado como lesão corporal no 26º Departamento Policial do Sacomã e encaminhado para o 95ºDP. A investigação ainda não teve início, já que a instauração do Inquérito depende de uma representação. O advogado que defende a família informou que pretende fazer a representação na sexta-feira (18).

A Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que policiais da unidade analisam imagens e realizam diligências para esclarecer os fatos. Disse também que as partes envolvidas na ocorrência serão ouvidas.

Em nota, o Burger King informou que “reforça que repudia qualquer ato de violência” e que “encerrou o contrato com a empresa de serviço terceirizado responsável pela segurança, e que segue apurando o caso para tomar as demais medidas cabíveis”.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.