Santos, Vasco e Fluminense convidam para teste garoto que denunciou racismo em jogo de futebol

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Após ter sofrido racismo durante um campeonato de futebol em Caldas Novas, no sul de Goiás, o menino Luiz Eduardo Bertoldo Santiago, de 11 anos, recebeu convites para fazer testes no Santos, Vasco e Fluminense. Além disso, vários jogadores famosos, como Neymar e Gabriel Jesus, enviaram mensagens de apoio ao jovem atleta.

O caso aconteceu na última quarta-feira (16), durante a Caldas Cup, e foi registrado na polícia. O técnico apontado como o autor das ofensas, Lázaro Caiana, negou as acusações e disse que não tem como ser racista por ser negro.

Pais consolam Luiz Eduardo após episódio de racismo — Foto: Bruno Dourado/TV Anhanguera

O vídeo em que o menino relata chorando as ofensas, viralizou nas redes sociais:

Ele falava assim toda hora: ‘Fecha o preto, fecha o preto, fecha o preto aí’. Eu guardei para falar no final. Ele falou um monte de vezes”, disse o menino, aos prantos.

Logo após saberem do episódio, os pais de Luiz Eduardo, que moram em Minas Gerais, viajaram a Caldas Novas para dar suporte ao filho.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.