Red Bull demite executivos nos EUA após acusações de racismo

APOIE O NOTÍCIA PRETA
(Foto: Mark Thompson/Getty Images)

Após se silenciarem acerca do movimento Black Lives Matter, além de uma série de acusações de racismo e xenofobia contra a cúpula da empresa nos Estados Unidos, executivos do alto escalão da Red Bull nos Estados Unidos foram demitidos. Segundo funcionário da empresa, a liderança da Red Bull não se posicionou de forma contundente em relação ao assassinato de George Floyd e aos protestos por justiça e igualdade racial nos Estados Unidos, e este seria um dos motivos para o desligamento dos executivos.

Segundo a Adweek, especializada na cobertura do mercado de mídia, publicidade e tecnologia, foram três demitidos: Stefan Kozak, CEO executivo para América do Norte, a chefe executiva de marketing Amy Taylor, e Florian Klaass, chefe global de marketing cultural. 

Outro fato que pesou contra o grupo de executivos foi uma ilustração usada em uma apresentação que mostrava o mapa mundial com uma série de estereótipos racistas, como a China sendo “o país onde as coisas são produzidas” e a África o “lugar de onde os animais do zoológico vêm”. 

A apresentação vazou e a empresa foi acusada de ter uma cultura racista. Após o episódio, a chefia global da Red Bull se posicionou, dizendo-se ser contra o racismo, e que essa luta estaria no DNA da empresa. Segundo a empresa, a demissão dos executivos não aconteceu por conta dos casos de racismo, mas como parte de uma estratégia de mudança de foco e redução de gastos. 

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.