Projeto oferece curso de formação política com bolsa auxílio para mulheres negras e periféricas em Vitória

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O projeto vai selecionar trinta mulheres negras e periféricas 

O espaço Conexão Perifa, em Vitória (ES), criou o projeto Conexão Preta Periférica: Curso de Gestão Política para jovens negras e periféricas. O curso on line e gratuito tem 30 vagas, com bolsa integral de R$100 e auxílio internet de R$50 mensais durante o período de sete meses da formação. As inscrições vão até dia 16 de outubro.

A iniciativa foi aprovada pelo Fundo Brasil de Direitos Humanos. “A importância de uma mulher negra e periférica ter formação política vem da nossa ancestralidade, que sempre nos ensinou o aquilombamento e a entender as estruturas. A gente vive em um país racista que cada vez mais diz que os nossos lugares não são os espaços políticos. Formar lideranças pretas e periféricas para ocupar esses espaços mexe na estrutura, e dita que a nossa cor faz parte dessa pátria e também deve estar representada. Essas mulheres precisam estar atentas a como os pleitos executivo, judiciário e legislativo funcionam”, afirma Crislayne Zeferina, cofundadora do Conexão Perifa e presidenta do Fórum Estadual de Juventude Negra do Espírito Santo (Fejunes).

Para quem

Podem se inscrever no curso mulheres negras e mulheres periféricas entre 15 e 29 anos, moradoras da capital capixaba. A organização do curso quer garantir a diversidade de mulheres participantes e dar prioridade para aquelas que são socialmente mais excluídas. Por isso, mulheres LGBTQI+, mães jovens e negras periféricas terão prioridade na hora da seleção para as vagas.

Thairiny Alves, cientista social e uma das palestrantes do curso destaca a importância de iniciativas como essa. “Juntar mulheres negras e periféricas para ter a oportunidade de parar e refletir sobre a política como experiência cotidiana é potencializador. O impacto desse curso pode ser pensado a longo prazo. Além de poder agregar conhecimento no âmbito individual, podemos pensar também no retorno dessas jovens para com suas comunidades. Poder refletir sobre as potencialidades de seu território e se apropriar da política como ferramenta de emancipação e poder vislumbrar avanços na experiência de se viver a cidadania que tanto almejamos enquanto sujeitos de direitos”. 

Serão 7 meses de formação política, prevista entre 1 de novembro de 2020 e maio de 2021. Nesse período, 5 meses serão de conhecimentos teóricos e 2 meses de prática, onde as inscritas vão atuar positivamente em suas comunidades. Gestão Política; A História dos Direitos Humanos e as Políticas Públicas no Brasil; e Organizações Sociais e seu Papel na Política são alguns dos módulos confirmados do curso. 

“Na minha proposta, para o módulo de Gestão Política, quero trazer reflexões sobre a democracia, baseada na crítica de Nah Dove (Mulherista Pan Africana), quero discutir sobre MST e quilombos para pensarmos autonomia e outras formas de organização política, e muito mais. Contamos com um quadro de mulheres maravilhosas para fazer esse projeto acontecer, então o curso promete!”, explica Thairiny Alves.

Além do curso ser gratuito e com auxílios financeiros, as participantes terão direito a um certificado de 120h. 

Serviço

Conexão Preta Periférica: Curso de Gestão Política

Público: mulheres negras e/ou periféricas entre 15 e 29 anos moradoras de Vitória/ES

Inscrições: até 16 de outubro em forms.gle/TGbmbS2gWLYBhKAR8

Duração do curso: 1 de novembro de 2020 a maio de 2021

Bolsa e auxílio: R$100 integral + R$50 auxílio internet

Certificação de 120h

Mais informações: https://instagram.com/fejunes

APOIO-SITE-PICPAY

Samily Loures

Baiana em terras capixabas, é formada em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda pela Ufes (Universidade Federal do Espírito Santo). Com atuação em publicidade social e pesquisa em Identidade Negra, acredita que a comunicação pode ser instrumento de mudanças sociais. Apesar de militante e sagitariana, consegue levar a vida com serenidade. E deboche.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.