Policial branco “se confunde” e agride policial negro durante abordagem: “Deita no chão, negão”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Uma abordagem policial se transformou em mais um caso de racismo. Mas, dessa vez, entre os próprios agentes de segurança. Na última segunda-feira (8), um policial civil estava em frente ao seu posto de trabalho, na Delegacia de Divisão Especializada de Atendimento ao Turista, em São Paulo, quando viu três jovens suspeitos próximos ao local. Ele fez a abordagem e verificou que os mesmos estavam sem documento. No momento em que o policial civil estava conduzindo-os para a delegacia, quatro policiais militares chegaram ao local em suas motocicletas. Um deles avançou para cima do policial civil, que se identificou como policial, mas de nada adiantou.

O caso aconteceu em frente à Delegacia de Divisão Especializada de Atendimento ao Turista, em São Paulo (Foto: Reprodução / Internet)

Não acreditando na informação, o policial militar, branco, desceu da moto e empurrou o investigador, negro, e o agrediu com uma cabeçada. “Vai, negão, deita no chão”, ordenou o PM.

No boletim de ocorrência, o investigador relata que os policiais que estavam com o agressor ficaram sem reação. Um deles, inclusive, chegou a interferir, reafirmando que a vítima era de fato um policial. Após vários policiais civis chegarem ao local, o agressor subiu na moto e fugiu. Ainda no boletim, o delegado Marcos Cavalcante da Silva criticou a atitude lastimável do PM.

“Se um policial, devidamente identificado, em frente a uma unidade oficial do estado, na região central de São Paulo, foi vítima de abuso, o que pode acontecer a um cidadão abordado nos rincões da cidade? No período noturno? Sem nenhuma testemunha? “ escreveu o delegado.

A Secretaria de Segurança Pública informou que o caso será investigado pelo 1° Distrito Policial e pelo 7ª Batalhão da Polícia Militar Metropolitana.

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.