Peça ‘Borboletas’ apresenta a realidade das comunidades através do olhar sensível das crianças

Juntos, Duda, Gio e Bento perceberão que a superação de seus problemas só depende de suas descobertas. Com reflexões do presente, ora divertido e com muitas brincadeiras, ora trágico com lágrimas e lamentações a peça infantil ‘Borboletas’ leva para os palcos a realidade das comunidades através do ponto de vista das crianças. A peça tem apresentação única neste domingo (10), às 16h, na arena Jovelina Pérola Negra, na Pavuna, Zona Norte do Rio.

Com texto e encenação de Graciana Valladares, o espetáculo leva, assim como a trajetória da Borboleta, uma mensagem de transformação e autonomia, proporcionando a reflexão diante da realidade.

“Muitas vezes pensam que criança não percebe o que está acontecendo ao seu redor. Vivem essa realidade de violência da comunidade periférica com naturalidade e muitas crescem achando que o mundo é somente isso e que seu futuro está fadado a ser o que o meio está lhe mostrando.  Considero importante mostrar, através do olhar das crianças, que muitas delas vivenciam isso todos os dias. A partir disso mostrar que podemos transformar e mudar seu destino. O meio tenta impor que ali é o seu lugar. Mas meu lugar é onde eu desejo estar. Aqui ou em outro canto”, conta Graciana Valladares.

A ideia de criar o espetáculo surgiu a partir da vida da própria atriz: Um dia eu observava minhas duas primas, Gio e Duda. Elas chegaram em casa com uma uva dizendo que ia dividir com alguém especial e em um lugar especial. Foi aí que a Duda deu a uva para a Gio. Sabemos que uva é uma fruta cara comparado a uma banana. E esse ato simbólico me chamou a atenção. A uva na peça simboliza os sonhos. Que podemos guardar nos bolsos ou saborear. E nós vivemos em comunidade. Tento sempre mostrar para elas outras coisas e que aqui é um lugar, mas o mundo é grande e elas podem estar onde quiserem. A partir daí escrevi uma cena e aos poucos fui aumentando até se transformar nesse espetáculo “Borboletas”, explica Graciana Valladares.


Mesmo utilizando o tempo todo de metáforas, elas compreendem do que está sendo dito e as vezes falam que já viu o que foi dito. Ou que a pipoca no telhado são os tiros”

A atriz diz sentir que ao final do espetáculo as crianças compreendem a mensagem da peça: “Elas brincam com os atores, as vezes cantam algumas músicas. E ficam encantadas com a Borboleta. Mesmo utilizando o tempo todo de metáforas, elas compreendem do que está sendo dito e as vezes falam que já viu o que foi dito. Ou que a pipoca no telhado são os tiros. Que é triste quando o Bento morre. Ou que quer ser Borboleta e voar. É perceptível que a mensagem chegou nesses momentos. Borboletas fala muito de sonhar. Muitos também dizem que acreditam em seus sonhos”.

Além de Graciana Valladares fazem parte do elenco os atores Christian Santos, , Thaís Lima e Marcella Gobatti.

Ficha Técnica

Texto e Encenação: Graciana Valladares

Figurino: Sonharteiros

Cenografia:Sonharteiros

Letras das Músicas: Graciana Valladares, Thais Lima e Thayan Ribeiro

DireçãoMusical: Thayan Ribeiro

Elenco:

Christian Santos, Graciana Valladares, Thaís Lima e Marcella Gobatti

Produção: Graciana Valladares, Marcella Gobatti e Thais Lima

Fotografia: Diogo Nunes

Serviço:

ÚNICA APRESENTAÇÃO!!!

Data: 10/02

Local: Arena Jovelina Pérola Negra – Pavuna – RJ

10/2

Horário: 16h

Ingresso:

R$ 10,00 inteira

R$ 5,00 meia

https://www.facebook.com/events/2145414132191303/?ti=cl

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: