Paternidade preta em debate

Os desafios da paternidade preta serão questões a serem abordadas na Casa Preta, no Rio de Janeiro, no próximo dia 24 de fevereiro às 10h. O debate faz parte do ciclo de conversas “AfroMasculinidades – o lugar homem preto”, tema cada vez mais presente quando o assunto é o combate do racismo e a cura das próximas gerações. Futebol, política, poliamor, homens trans entre outros, são outros temas abordados durante o ciclo de debates.

“Vou falar da paternidade integral e vitalícia e os desafios que ela implica”, afirma Anderson Quack, um dos convidados para a reflexão. Anderson é cineasta e escritor e tem 3 filhos, todos negros. Quem também participará é o psicólogo Nelson Gentil, que realiza atendimentos clínicos e orientação profissional.

A Casa Preta fica na Rua Pintor Leandro Joaquim, 350, na Cidade de Deus e a entrada é por contribuição voluntária. Para acompanhar a programação, clique aqui.

Fernanda Quevedo

é Mato-grossense e tem 32 anos. É redatora publicitária, escritora e social media. É formada em Serviço Social e pós-graduanda em Marketing. Já foi ativista pela democratização da comunicação e da Cultura, sendo uma das fundadoras da Midia Ninja e trabalhando em diversas organizações do terceiro setor em Cuiabá, São Paulo, Porto Alegre e Brasília. Hoje mora no Rio de Janeiro e realiza projetos e consultorias de letramento e escrita criativa digital.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: