Pais negros recebem comentários ofensivos pela cor de pele do filho recém-nascido e desabafam: ‘Inadmissível’

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O pregador evangélico Marcos Davis, de 30 anos, e sua esposa Débora Davis, afirmam ter recebido comentários ofensivos após o nascimento do filho, Noah Davis, no último dia 19 de agosto. 

Em seu perfil no Instagram Marcos postou uma uma foto segurando o bebê após o parto em um hospital de Goiânia e logo em seguida vieram comentários como: “Tenho minhas dúvidas se o menino é filho deles”; “O menino foi trocado na maternidade”; “Não tem cabimento pais negros gerarem filho branco” ; “Estranho a cor do garoto em relação aos pais”.

Na postagem feita por ele, várias outras pessoas deixaram comentários em apoio à família. “Isso é um absurdo. Como podem definir a genética de uma criança através de sua cor?”, questionou uma internauta.

Leia também: Mulher chama pai e filho de ‘negrada do inferno’ e chuta PM ao ser presa por injúria racial no DF

Após as ofensas, Marcos publicou uma nota de repúdio onde explica que preferiu não registrar nenhuma denúncia sobre os ataques sofridos, mas que pode mudar de ideia caso eles continuem.

“Não imaginávamos passar por isso, mas infelizmente estamos nos pronunciando com o coração partido para expor uma situação muito desagradável que está acontecendo conosco”

diz o pregador em seu post.
APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.