Oscar tem importantes premiações para atores e produções negras, mas decepciona por não premiar Viola Davis e Chadwick Boseman

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na noite de domingo (25), o Oscar 2021 que bateu recorde de indicações à atores negros, premiou os filmes ‘Judas e o Messias Negro’, ‘A Voz Suprema do Blues’, ‘Soul’, entre outros filmes com pessoas negras protagonizando ou por trás das câmeras. “Eu sou um revolucionário”, disse Daniel Kaluuya, em seu discurso ao receber o prêmio de melhor ator coadjuvante com o filme Judas e o Messias Negro.

 Mia Neal e Jamika Wilson, ao lado de Sergio Lopez-Rivera, foram as primeiras mulheres negras a serem indicadas e a ganharem um prêmio de cabelo e maquiagem no Oscar. “Sempre senti uma forte conexão com meus ancestrais. Nunca sinto o que estou fazendo no mundo sou eu, sempre sinto que estou coberto e protegido por eles. […] Eu sinto que não estou apenas vivendo meus sonhos, mas estou vivendo os sonhos de meus ancestrais. […] Este filme estava alinhado com tudo o que eu amo: é história, é história negra, é história americana”, disse Mia Neal na premiação.

Daniel Kaluuya vence melhor ator coadjuvante em Judas e o Messias Negro

Soul, premiado como melhor animação, ficou conhecido por ser o primeiro filme com protagonismo negro da Pixar Animation Studios. O filme retrata a passagem espiritual de Joe Gardner, um professor de música que tem o sonho de se tornar uma grande pianista de Jazz, porém tal sonho é interrompido após Joe sofrer um acidente e ir para um plano espiritual em que as almas são concebidas até serem enviadas ao mundo terreno em um recém-nascido. 

“Ela me ensinou a recusar o ódio”, diz Tyler Perry, homenageado por seu trabalho humanitário em meio a pandemia, ao citar sua mãe que viveu na época do Jim Crow em Louisiana, nos Estados Unidos

Lista de premiados:

  • H.E.R melhor canção original, Judas e o Messias Negro
  • Soul melhor animação
  • Dois Estranhos melhor curta de live action
  • Daniel Kaluuya, melhor ator coadjuvante em Judas e o Messias Negro
  • Soul melhor trilha sonora
  • A Voz Suprema do Blues, melhor cabelo e maquiagem (Mia e Jamika)
  • A Voz Suprema do Blues, melhor figurino
  • Motion Picture & Television Fund do Typer Perry, prêmio humanitário Jean Hersholt

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.