Operação militar dos EUA mata principal líder da Al Qaeda no Afeganistão

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Fontes do governo de Joe Biden disseram à imprensa internacional, nesta segunda-feira (01), que uma operação militar dos Estados Unidos no Afeganistão, durante o fim de semana, resultou na morte do principal líder da Al Qaeda, Ayman al-Zwahiri. O médico egípcio era uma das pessoas mais procuradas do mundo há décadas e era acusado de ser um dos idealizadores, com Osama bin Laden, dos ataques de 11 de setembro de 2001.

Osama bin Laden e Ayman al-Zawahiri no Afeganistão. Foto: Visual News/Getty Images

O ataque que matou al-Zwahiri aconteceu em Cabul e foi feito através de foi feito com drones. Esta é a primeira operação militar americana no Afeganistão desde que houve a retirada das tropas do país em agosto de 2021, após 20 anos de ocupação.

“Ao longo do fim de semana, os Estados Unidos conduziram uma operação de contraterrorismo contra um alvo importante da Al Qaeda no Afeganistão. A operação foi bem-sucedida e não houve mortes de civis”, informou uma autoridade americana a jornalistas.

Médico cirurgião, al-Zawahiri assumiu o comando da Al Qaeda após a morte de Bin Laden, em maio de 2011. A recompensa por sua cabeça era de 25 milhões de dólares. Ele se juntou à à Al Qaeda na década de 1990, após ser preso por planejar um atentado ao então presidente egípcio, Anuar Sadat. Após isso, ele passou a orquestrar os ataques de 11 de setembro.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Jersey Simon

Jornalista, especialista em Comunicação estratégica, empreendedor. Na luta por um Reino de Justiça e paz.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.