Oficina incentiva crianças negras a pensar em novas narrativas

APOIE O NOTÍCIA PRETA
No livro “Nuang – Caminhos para a Liberdade”, Janine Rodrigues fala sobre a relação dela com o pai – Foto: Divulgação

Será realizada no próximo domingo (28) a oficina ‘Se esta história fosse minha’, criada pela escritora e educadora Janine Rodrigues. No evento, realizado de forma virtual, a escritora vai conversar com os participantes e fazer a mediação de leitura da obra literária “Nuang – Caminhos para a Liberdade” de sua autoria. Com a proposta de reescrever uma história por outro ângulo, com uma leitura crítica, o projeto ”Se esta história fosse minha” nasceu quando Janine percebeu como ainda os adultos precisam ouvir mais as crianças. O que elas sentem, suas opiniões, como reagem de forma diferente aos acontecimentos à sua volta.  “Nós, adultos, educadores, ainda ouvimos pouco ou, menos do que deveríamos. Ainda que haja boa intenção em indicar para as crianças atividades, leituras, brincadeiras e até mesmo, quando conversamos com elas sobre racismo, sobre violência, solidão, discriminação, ainda existe pouco espaço de fala para elas”, comenta Janine.  

Voltada para alunos da rede pública de ensino, com idade de 7 a 12 anos, a oficina busca explorar a criatividade das crianças que serão convidadas a pensar uma continuação para a história ou até mesmo um novo final, na forma que acharem melhor com desenho ou mesmo com palavras.  

Janine ressalta que o fato de a maioria de suas histórias terem sido escritas durante a infância, faz com que tenha uma maior aproximação com as crianças. “No momento o livro que estamos trabalhando neste projeto é o Nuang – caminhos da liberdade, história que eu escrevi dos 09 aos 14 anos. A história fala, principalmente sobre liberdade e coragem. Traz elementos do tronco linguístico bantu e foi inspirada em minha relação com meu pai e com as histórias que ele me contava, que foram fundamentais na construção de minha identidade enquanto uma criança negra”, lembra.   

Essa primeira oficina busca priorizar crianças de escolas públicas do Rio de Janeiro, para facilitar a entrega dos exemplares físicos, mas isso não quer dizer que crianças de outro estado não possam participar. São 100 vagas, sendo que os primeiros 50 inscritos vão receber o livro na forma física e os demais no formato digital.

Sobre o livro Nuang – Caminhos da Liberdade  

A obra “Nuang – Caminhos da Liberdade”, escrita por Janine Rodrigues, foi inspirada em sua relação com o pai e conta a história de uma menina negra habilidosa, forte e corajosa, amada por todos. Ela era do povo Uthando e no dia da comemoração do seu aniversário, algo terrível acontece com o seu povo. Nuang se agarra a tudo que aprendeu com seu povo, com Nzambi e, principalmente, com sua avó para lutar pela liberdade de seu povo e também por sua própria liberdade. Ela enfrenta seus medos e encara o desafio de achar o caminho de volta para casa. A história aborda temas da cultura afro-brasileira e africana, a autoconfiança, a coragem e trata do empoderamento de meninas negras.  

Serviço  

Oficina ‘ Se esta história fosse minha’ 

Crianças 7 a 12 anos – Estudantes de escola pública

Data: 28/02  

Horário: 14h30 às 15h30h 

Inscrições gratuitas pelo link- https://forms.gle/QiTGY1ATdnLFFuki7

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.