Ministro da Saúde diz que vacinação contra Covid-19 vitimizou 4 mil pessoas

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na última segunda-feira (17) o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que há quase quatro mil óbitos relacionados à vacinação contra a Covid-19. O dado equivocado coloca em dúvida outras informações da própria pasta que, em outubro de 2021, apontava uma morte “tendo como relação causal com as vacinas”.

O ministro Marcelo Queiroga disse que existem 4 mil mortes relacionadas à vacinação – Foto: Ueslei Marcelino

Segundo o Ministro, são 3.935 mortes em decorrência da vacinação. No entanto, mais tarde ele se corrigiu e disse que são casos em investigação. O ministro não compartilhou o dado mais atual obre investigação de reações adversas das vacinas da Covid.

“Temos na Secretaria de Vigilância em Saúde registrado 1,7 óbito por cada 100 mil doses aplicadas. Isso perfaz cerca 4.000 óbitos onde há comprovação de relação causal com a aplicação da vacina”, disse o ministro em um programa da Jovem Pan.

Leia também: Datafolha: 81% dos brasileiros apoiam “passaporte vacinal” em locais fechados

A Folha de São Paulo fez um levantamento e os números apresentados dão conta que são 10 casos de mortes no Brasil associadas à vacina, em um total de 325,71 milhões de doses de vacinas aplicadas. Mais de 159 milhões de pessoas já receberam a primeira dose da vacina, segundo dados do próprio Governo Federal.

“Essa questão da vacinação tem dado certo porque respeitamos as liberdades individuais. O presidente falou há pouco: às vezes é melhor perder a vida do que perder a liberdade”, disse o ministro, em dezembro de 2021, tentando afagar o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.