Tenista Naomi Osaka acende pira olímpica

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A tenista japonesa Naomi Osaka foi a responsável por acender a pira olímpica, na abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, na manhã desta sexta-feira (23). Naomi é uma das atletas japonesas mais ativas politicamente, expondo publicamente suas opiniões. Foi a primeira tenista a realizar o feito.

Foto: Mike Blake/REUTERS

Naomi é a tenista número 2 no mundo, com 23 anos, 4 Grand Slams e sendo uma das poucas tenistas a derrotar Serena Williams. Osaka se tornou ainda mais conhecida após seus protestos em torneios internacionais de tênis. Ela realizou as partidas com máscaras que continham nomes de vítimas da violência policial nos Estados Unidos.

Filha de pai haitiano com mãe japonesa, a atleta nasceu no Japão, porém foi morar nos Estados Unidos aos 3 anos de idade. Ela conquistou seu primeiro grande feito em 2018, aos derrotar Serena Williams na final do Grand Slams, se tornando a primeira japonesa a ganhar o torneio. Em seu currículo, tem 10 torneios pela Women’s Tennis Association (Associação Feminina de Tênis), 4 Grand Slams, 2 torneios Premier Mandatory e 1 Premier, além de ter 3 vices campeonatos.

Leia também: LeBron James é o primeiro jogador de basquete em atividade a ser bilionário

A atleta estava fora das quadras desde maio deste ano, após deixar o Torneio Roland Garros, em Paris, devido à depressão. Em seu Twitter ela disse que “a verdade é que eu tenho sofrido longos períodos de depressão desde o US Open de 2018 e eu tive muita dificuldade em lidar com isso. Todos que me conhecem sabem que sou introvertida, e todos que me viram em torneios notam que eu, geralmente, estou com fones de ouvido porque eles ajudam a aplacar minha ansiedade mental”. Sem data para retornar às quadras, Naomi voltou para disputar a Olimpíada de Tóquio 2020, representando o Japão.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.