“Não dou bola pra isso”, diz Bolsonaro, sobre Brasil estar atrás na vacinação contra Covid-19

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O presidente Jair Bolsonaro defendeu neste sábado (26), não se sentir pressionado pelo fato de outros países já terem iniciado campanhas de vacinação contra Covid-19 enquanto o Brasil ainda sequer previsão para tal. Bolsonaro declarou que, antes de serem aplicadas, as vacinas precisam ser aprovadas pelos órgãos reguladores.

Ninguém me pressiona para nada, não dou bola para isso, é razão, razoabilidade, responsabilidade com o povo, você não pode aplicar qualquer coisa no povo“, disse ele, ao ser questionado por jornalista se o início de vacinação em outros países pressionaria o seu governo.

Pretos e pardos compõem a maioria das pessoas mortas por covid-19 no Brasil. Segundo o boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde, em maio deste ano, 54,8% dos óbitos relacionados ao vírus são de pessoas negras.

A declaração do presidente se deu durante uma saída em Brasília fora da agenda. Na ocasião ele inda disse já ter assinado medida provisória que abre crédito extraordinário de 20 bilhões de reais para a vacinação contra a Covid-19 no Brasil, inclusive para a compra de imunizantes.

Já assinei a MP de 20 bilhões, e entre eu e a vacina tem uma tal de Anvisa que eu respeito e alguns não querem respeitar, é só isso“, disse.

Autoridades de São Paulo afirmaram na última quarta-feira(23) que a vacina CoronaVac atingiu um nível de eficácia superior a 50% nos testes clínicos, acima do mínimo necessário para que seja solicitado o registro.

Em tudo o que eu vi até agora em vacinas que poderão ser disponíveis, tem uma cláusula que diz o seguinte: ‘eles não se responsabilizam por qualquer efeito colateral“, completou o presidente.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.