‘Nada está tão ruim que não possa piorar’, diz Bolsonaro sobre inflação e dólar elevados

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Em solenidade alusiva aos mil dias de seu governo, o presidente Jair Bolsonaro comentou, nesta segunda-feira (27), sobre os problemas econômicos enfrentados na sua gestão, sobretudo a inflação no preço dos combustíveis.  Para Bolsonaro esta é uma realidade mundial, que não acontece por “maldade” e completou dizendo que “nada está tão ruim que não possa piorar”.

“Mas nós temos o percurso, temos muitos obstáculos. São intransponíveis? Não, mas depende do entendimento de cada um. Alguém acha que eu não queria a gasolina a R$ 4 ou menos? O dólar a R$ 4,50 ou menos? Não é maldade da nossa parte, é uma realidade. E tem um ditado que diz: “Nada está tão ruim que não possa piorar”. Não queremos isso porque temos o coração aberto, e tem uma passagem bíblica que diz: “Nada temeis, nem mesmo a morte, a não ser a morte eterna”

disse Bolsonaro

Estavam presentes no evento com o chefe do executivo diversos ministros do lançamento do programa Crédito Caixa Tem , que planeja conceder empréstimos de R$ 300 a mil reais para quem tem conta no aplicativo da Caixa, usado para distribuir o auxílio emergencial.

Leia também: Brasil tem a 3ª maior inflação da América Latina, perdendo apenas para Argentina e Haiti

A inflação não para de subir e analistas já veem que ela pode chegar á à 8,45% no fim do ano, bem acima da meta de inflação definida pelo Banco Central.

Bolsonaro culpa a pandemia, e não sua má gestão, os problemas econômicos e diz que muitos países do mundo estão enfrentando problemas parecidos. “Mil dias de governo, com uma pandemia que muitos acham que o que acontece hoje em relação à economia, preço de combustíveis, entre outros problemas, está acontecendo porque eu sou o presidente e não pelo que passamos, estamos passando“, disse.

APOIO-SITE-PICPAY

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.