R. Kelly é condenado por extorsão e tráfico sexual de mulheres e menores

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O cantor R. Kelly foi considerado culpado pelo crime de tráfico sexual de mulheres e de menores de idade em um julgamento em um tribunal federal de Nova York, nos Estados Unidos nesta segunda-feira (27). O artista de 54 anos foi apontado como o líder de um esquema ilegal que recrutava mulheres e menores de idade para atividades sexuais e produção de pornografia.

Entre as nove acusações avaliadas pelo júri formado por 12 pessoas, R. Kelly também foi considerado culpado pela exploração sexual de crianças, sequestro, abusos sexuais e suborno. O artista violou oito normas definidas pela Lei Mann, que define punições contra o tráfico sexual.

A sentença ainda não foi definida, mas R. Kelly pode permanecer preso por décadas após ser considerado culpado pelos crimes. O período de prisão será definido em 4 de maio de 2022.

Segundo a CNN, o advogado está considerando entrar com um recurso e se diz “decepcionado” com o veredicto.

Durante todo o julgamento, promotores federais chamaram 45 testemunhas, incluindo 11 acusadores, nove mulheres e dois homens, em sua tentativa de retratar Kelly como o chefe de uma organização criminosa que lhe permitiu atacar mulheres e menores durante quase 30 anos.

Ele já tinha evitado uma condenação em 2008, quando foi considerado inocente de 14 crimes em julgamento sobre pornografia infantil.

Nascido Robert Sylvester Kelly, o cantor enfrentava uma acusação de crime organizado e oito violações da Lei Mann, que proíbe o transporte de pessoas através dos limites estaduais para fazer sexo. Ele negava todas as acusações.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.