Mostra de Cinemas Negros MIMB leva exibição para pessoas em vulnerabilidade social em Salvador

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O filme Motriz segue disponível na MIMB através da plataforma Videocamp até sexta-feira (9)

Mostra aconteceu com distanciamento e segurança. Foto: Reprodução

A Mostra Itinerante de Cinemas Negros Mahomed Bamba (MIMB) em parceria com programa Corra pro Abraço, proporcionou à pessoas em situação de extrema vulnerabilidade um espaço para assistir e discutir a produção de cinema por pessoas negras. O filme exibido foi o premiado ‘Motriz’ e a diretora Taís Amordivino acompanhou as sessões, seguidas de debate sobre o tema central da obra: afetividade e resistência da mulher negra, retratada através da história de vida da mãe da cineasta, dona Nilzabete Santos.

Em duas sessões, para evitar aglomeração e respeitar as normas de segurança devido à pandemia da Covid-19, as convidadas levantaram discussões sobre suas próprias vidas, demonstrando uma grande identificação com a história retratada no filme. Participaram das sessões integrantes do curso de Redução de Danos do Programa Corra pro Abraço, vinculado à Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia.

“É muito forte ter que mostrar um sorriso, depois que a gente passa pelas decepções da vida. Esse filme me deu vontade de registrar os momentos de minha filha e arrependimento de não ter registrado minha mãe”, relatou Jucimara Oliveira, assistida do programa.

Para a diretora Taís Amordivino foi uma experiência única: “Eu ouvi perguntas e questões muito diferentes do que costumo ouvir nos espaços do Cinema, por exemplo, sobre a linguagem, opções estéticas. Aqui o diálogo foi profundamente ligado à história das pessoas, aos sentimentos, à saudade. Foi muito forte ver a identificação, principalmente das mulheres”.

A mostra de cinema aconteceu de forma totalmente virtual, com encerramento nesta sexta-feira (09). A exibição para a turma do programa foi a única exceção deste ano e um evento de inclusão social e digital, já que as pessoas em situação de vulnerabilidade assistidas pelo programa não têm condições de acesso à internet para ver os filmes. Algumas inclusive, vivem em situação de rua.


APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.