Em 30 anos, Karine Jean-Pierre é 1ª mulher negra a comandar coletiva de imprensa na Casa Branca

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A vice-secretária de imprensa da Casa Branca, Karine Jean-Pierre, de 43 anos, é a primeira mulher negra a comandar uma coletiva de imprensa na Casa Branca, após três décadas.

Karine Jean-Pierre, que anteriormente serviu como chefe de gabinete de Kamala Harris durante a corrida presidencial, fez um briefing de 16 minutos sobre o Força Aérea, na última quinta-feira (31).

Durante o briefing, Jean-Pierre falou aos repórteres reunidos sobre o Plano de Emprego Americano de Joe Biden e respondeu a perguntas sobre infraestrutura, o julgamento de Derek Chauvin e planos de tributação.

Karine Jean-Pierre
Karine Jean-Pierre – vice-secretária de imprensa da Casa Branca

Leia também: Joe Biden e Kamala Harris apontam equidade racial como uma das prioridades da Casa Branca

A última mulher negra a comandar uma coletiva na Casa Branca, foi Judy Smith, em 1991, como assistente especial no governo do então presidente George H. W. Bush, pai de George W. Bush.

Karine também já trabalhou durante o governo de Barack Obama, no qual Joe Biden era o vice. Em novembro de 2020, o atual presidente a nomeou vice-secretária de imprensa da Casa Branca, tornando-a a primeira lésbica e a primeira mulher negra a assumir o papel principal de contato com a mídia.

Jean-Pierre é uma das quatro mulheres negras que ocupam os sete principais postos de comunicação da Casa Branca. A equipe de comunicação também é toda feminina.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.