Kanye West fala sobre ter traído a cultura negra: “Dei as costas à mentalidade de vitimização”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O rapper Kanye West voltou a ser polêmico. Desta vez ele declarou, em entrevista à Big Boy TV, que os afro-americanos foram alvo de “uma lavagem cerebral” durante anos. O artista também falou sobre seu novo álbum, sua fé cristã e sobre como, segundo ele, alguns rappers estão focados apenas em idéias estereotipadas.

“Quem diz isto é um homem livre. Os Democratas levaram-nos a votar neles com senhas de alimentação. Deram-nos armas nos anos 80, tiraram os nossos pais de casa, estão a fazer com que abortemos as nossas crianças. Não matarás”, continuou.

Ao ser questionado sobre o que ele tem a dizer em relação as pessoas que dizem que ele deu as costas à cultura negra após apoiar Trump e dizer que a escravidão foi uma escolha, Kanye West concordou que, de alguma forma, ele fez isso. “Exatamente, cem por cento, dei as costas à ideia da mentalidade de vitimização”.

O rapper, que lançou recentemente um novo álbum, “Jesus Is King”, também falou sobre a recente “cultura” da mídia social na comunidade negra e disse não estar preocupado com possíveis críticas às suas declarações. “Só tenho medo de Deus”, afirmou. “Ando nisto há 15 anos. Fui cancelado antes da ‘cultura do cancelamento'”.

Viciado em sexo

Nos últimos dias Kanye West tem sido mais polêmico. O artista declarou que quase abandonou o rap por ser “música do diabo” e ousou dizer que seria o maior artista de todos os tempos. Além disso admitiu que é viciado em pornografia desde os 5 anos mas, segundo ele, conseguiu superar esse vício com a ajuda da religião.

“A Playboy foi uma porta de entrada para o vício”, afirmou. “O meu pai deixou uma aberta quando eu tinha 5 anos. Afetou todas as escolhas que fiz na vida, até hoje. A pornografia não é algo de bom. Com Deus, consegui vencer coisas que tinham controlo sobre mim. A minha mãe morreu um ano antes, e eu disse: há quem se afogue em drogas, eu afogo-me em sexo”.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.