Kamala Harris pode ser a primeira vice-presidente negra dos EUA

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A candidata foi fortemente criticada por Donald Trump

Kamala Harris. Foto: The New York Times/Elizabeth Frantz

O candidato democrata à eleição presidencial dos Estados Unidos, Joseph “Joe” R. Biden Jr., anunciou na última terça-feira (11),  através do Twitter, a escolha de vice na chapa, a senadora da Califórnia, Kamala Harris. A decisão tomou repercussões mundiais e questionamentos de quem era a mulher negra escolhida por Biden. 

Em sua publicação em seu perfil pessoal na rede social, Joe Biden elogiou Kamala e afirmou que: “Tenho a grande honra de anunciar que escolhi Kamala Harris – uma destemida lutadora para este homenzinho e uma das melhores servidoras públicas do país – como minha parceira de campanha”. 

A publicação chamou a atenção. Além dos elogios dos maiores jornais e comentaristas de política internacional, o ex-presidente Barack Obama, que teve Biden como vice, apoiou a escolha. “Conheço a Senadora Kamala Harris há muito tempo. Ela é mais que preparada para o cargo”, afirmou em um tweet. 

Por outro lado, o atual presidente e candidato a reeleição pelo partido republicano, Donald Trump criticou. Em uma entrevista coletiva, Trump comentou o mau desempenho de Kamala nas pesquisas e afirmou que isto a fez trocar de posição e não mediu críticas a Senadora. 

Para os norte-americanos, Kamala é conhecida. Mas, para o mundo, quem é Kamala Harris? 

A agora candidata a vice-presidência, Kamala Harris, 55, possui uma história pessoal inspiradora. Kamala é filha de dois acadêmicos imigrantes, sendo eles uma mulher indígena americana e um pai com origem jamaicana. Antes de se tornar a segunda mulher negra eleita para o Senado, Harris foi criada em Oakland e Berkeley, na Califórnia e frequentou a disputada Universidade de Howard, em Washington – DC. Formou-se em direito e é ex-procuradora do Distrito de São Francisco e do Estado da Califórnia.   

A senadora se promoveu originalmente como candidata à presidência e é a primeira mulher negra e a primeira pessoa de ascendência indiana a ser nomeada para um cargo nacional por partido importante. 

Segundo o The New York Times, Harris traz para a corrida um estilo de campanha muito mais intenso e vigoroso do que Biden está acostumado. “[Kamala possui] um dom para capturar momentos de eletricidade política crua no palco do debate e em outros lugares, e uma identidade pessoal e história familiar que muitos consideram inspiradora”, afirmou o jornal. 

Conhecida por ser moderada e pragmática, os especialistas em política norte-americana afirmam que Harris é uma das opções mais seguras à disposição de Joe. Com um clima social do país tende para melhores reformas civis a escolha de Biden foi vista como estratégica e certeira ao buscar o apoio de seus eleitores e mulheres negras, raramente lembradas durante a disputa quanto como eleitoras. “Ela é considerada uma figura em ascensão na política democrata desde a virada do século, e uma representante confiante do futuro multirracial do país”, comentou o The New York Times. 

Após o anúncio do agora parceiro de chapa, Harris disse, através de um tweet em seu perfil oficial, que estava honrada em se juntar a Biden. “Joe Biden pode unificar o povo americano porque passou a vida lutando por nós ”, escreveu em resposta à Biden.

APOIO-SITE-PICPAY

Gabriella Reis

Jornalista, escritora e web-redatora. "Se ninguém te escuta, escreva!"

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.