Valor dos combustíveis eleva inflação na Nigéria em fevereiro

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Via Reuters

A inflação da Nigéria subiu 0,1 ponto percentual para 15,70% em fevereiro, disse o escritório de estatísticas, após a escassez de combustível aumentar o valor do transporte e outros custos, enquanto a guerra na Ucrânia pode elevar o custo das importações de trigo nas próximas semanas.

As pessoas compram no Cherries Hypermarket na véspera do Natal durante o surto de coronavírus (COVID-19) em Abuja, Nigéria – REUTERS/Afolabi Sotunde

A invasão da Ucrânia pela Rússia no mês passado pode impactar os mercados financeiros, o comércio, a logística de transporte, os preços dos alimentos e das commodities no continente africano, ameaçando a recuperação do COVID-19.

Leia também: Senado da Nigéria rejeita votação de diáspora e assentos especiais para mulheres

Uma parada contínua para as exportações de grãos da Ucrânia causada pela guerra pode atingir países africanos, segundo um relatório. 

O trigo foi a segunda maior importação da Nigéria durante o quarto trimestre, depois da gasolina, informou o escritório de estatísticas na terça-feira. “Preços mais altos de grãos e interrupção no fornecimento de trigo da Rússia e da Ucrânia podem exacerbar a pressão inflacionária”, disse Razia Khan, da Standard Chartered.

O aumento dos preços globais do petróleo teve pouco impacto, já que a Nigéria, embora um exportador de petróleo bruto, depende quase inteiramente da gasolina importada que ela subsidia. “No longo prazo, podemos não estar ganhando (com os altos preços do petróleo) devido à tendência de trazer a inflação para o país”, disse Simon Harry, chefe do Bureau Nacional de Estatísticas, na terça-feira.

“Há tantas dimensões que a crise (da Ucrânia) estaria afetando a economia … para que até mesmo as projeções feitas para o crescimento para 2022 possam continuar sendo uma miragem”, disse Harry a repórteres em Abuja.

Inflação importada

A inflação na Nigéria está em dois dígitos desde 2016, impactada pela pressão relacionada aos alimentos e pela fraqueza cambial, levando o governo a colocar restrições ao fornecimento de câmbio para certos itens.

A inflação dos preços dos alimentos, principal componente principal, diminuiu 0,02 ponto percentual em fevereiro para 17,11%. A inflação central, excluindo os preços dos produtos agrícolas, subiu para 14%. Analistas esperam que os preços da farinha subam até 30.000 naira (US$ 72) por saco no próximo trimestre, de 22.000 naira à medida que os preços do trigo sobem.

As autoridades nigerianas disseram que pressões inflacionárias persistentes são estruturais – ligadas a déficits e não apenas à oferta monetária – e em grande parte importadas.

O Banco Central deve se reunir na próxima semana para definir as taxas de juros. A inflação persistente de dois dígitos poderia pressionar o banco central a reconsiderar sua posição dovish sobre as taxas de juros, embora o crescimento econômico ainda seja frágil.

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.