Gucci retira das lojas suéter black face após acusação de racismo

Após denúncias de internautas, a marca italiana Gucci suspendeu  as vendas de um suéter preto com lábios vermelhos, considerado por muitos como black face. A peça da grife, que custava US$ 890, tinha gola alta e quando desdobrada na altura do pescoço, sobe até a altura do nariz, deixando a boca descoberta e rodeada por carnudos lábios vermelhos.

Em nota, a marca pediu “profundas desculpas pela ofensa causada pelo suéter balaclava de lã” e afirmou que a peça “imediatamente retirada das lojas online e físicas”.

Esta não é a primeira vez que uma marca famosa elabora artigos preconceituosos. Em dezembro do ano passado, a Prada também retirou do mercado artigos considerados racistas.

Um mês antes a Dolce & Gabbana também foi criticada por um de seus anúncios, e precisou adiar um desfile em Xangai depois de ter sido acusada de preconceituosa. Três anúncios da marca que ilustravam as dificuldades de uma chinesa comer pizza e outros pratos italianos com hashis, os famosos pauzinhos. A marca pediu desculpas publicamente.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: