Globo Minas tem a primeira negra apresentando um Telejornal

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Desde a última segunda feira (5), o MGTV 1ª Edição passou a ser apresentado, pela primeira vez, por uma mulher negra: Aline Aguiar. A jornalista substitui a icônica Isabela Scalabrini, depois de 20 anos a frente do noticiário. Na emissora desde 2011, Aline revela que já estava se familiarizando com ancoragem no noticiário. “Há alguns meses, fui convidada para fazer pilotos de apresentação e entrei para a escala de apresentação do ‘MG1’ e do ‘MG2’ nos fins de semana. Na primeira vez, fiquei um pouco nervosa, mas depois fui me sentindo à vontade”, contou.

Com a pele escura e cabelos cacheados, a jornalista Aline Aguiar é a primeira negra a apresentar o telejornal global – Foto: Rede Globo

Leia também: Rio Grande do Norte tem a primeira apresentadora negra na TV aberta

Aline é a primeira negra a ancorar o telejornal e conta que a representatividade do negro na TV brasileira sempre foi de papéis marginalizados e já teve vontade de trocar a cor da pele para ser apresentadora. “Minha mãe conta que, aos 7 anos, eu falava que queria ser apresentadora. Nessa mesma época, eu cheguei a perguntá-la se era possível trocar a cor da minha pele. Aquela criança negra entendia que não poderia estar na televisão. Ela não se enxergava naquele lugar. A conquista desse e de outros espaços, mais recentemente, tem um significado muito forte, de afirmação e de fortalecimento da representatividade”, Comemorou. 

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

4 Comments

  • Boa tarde, nos anos 1970 e 1980, a TV Globo Minas teve uma apresentadora negra no jornal da tarde. Infelizmente, não me lembro do nome dela.
    Andrea Lima

  • A negra que todo mundo quer ver na tv, com traços finos e cabelos cacheados.

  • De jeito nenhum, a primeira negra que apresentou um jornal na bancada da Globo não foi essa citada, tivemos a primeira há anos atrás apresentando o jornal da tarde em Minas, infelizmente não me lembro o nome dela.

    • Oi, Carla. Boa tarde. Realmente, erramos! No caso, eu errei na apuração da informação. A primeira negra foi a saudosa Lena Santos que, inclusive, dá nome ao coletivo de jornalistas negros em Minas. Abraços!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.