Fortaleza sedia o primeiro Festival de Slam da década

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Nos próximos dias 11 e 12 de janeiro (sábado e domingo), a Praia da Leste, em Fortaleza (CE) será palco da primeira batalha de poesia da década. Segundo Mc Martina, o intuito do encontro é promover o intercâmbio cultural de jovens do Complexo do Alemão e da Penha com artistas de diversas favelas do Ceará.

Praia da Leste recebe o Festival de Poesias – Foto: Divulgação

Segundo ela, o evento é produzido com pessoas da periferia que querem crescer juntos. “Não está acontecendo nada de fora para dentro. Tudo de dentro pra fora. São coletivos de diversos locais da cidade, de vários jovens periféricos que desenvolvem atividades sociais e culturais em cada localidade. É uma proposta inédita, com gente preta e periférica produzindo algo assim na praia, no nordeste. Tem muita gente branca que faz um bagulho menor que esse, com muito mais recurso e com uma narrativa que não é deles”, afirmou.

Segundo a poeta Bicha Poética, a conexão entre os artistas do Rio e do Ceará mostra a luta de todos para melhorar o cenário. “As minhas perspectivas são todas muito positivas, já que o Festival é construído na perspectiva de conectar polos poéticos do Ceará e Rio de Janeiro, e só nós sabemos a importância de nos reunir em tempos sombrios”, afirmou.

Diversidade Cultural

Ainda de acordo com Mc Martinha, a quantidade de performances no evento é o grande diferencial do encontro. “Eu nunca vi um slam com essa diversidade cultural. É uma proposta inédita, com gente preta e periférica produzindo algo assim na praia, no nordeste. Tem muita gente branca que faz um bagulho menor que esse, com muito mais recurso e com uma narrativa que não é deles”, ressaltou.

Mcs reunidos antes do evento que acontecerá nos dias 11 e 12 de janeiro – Foto: Divulgação

Sem apoio

Os coletivos Slam Laje , Slam Sereno, Coletivo Natora, Slam da Quentura, Livro Livre Curió, Sapiranga Sound System, Boom Boom Black e Piraroots uniram para produzir e não contam com nenhum tipo de investimento externo. “A gente tá unindo a juventude de grande parte do estado do Rio neste evento. Tudo de forma independente e fazendo na tora. Além disso, o evento vai acontecer na Praia da Leste, um lugar muito marginalizada e fazer aqui é estratégico, por que é um ato de resistência”, finalizou.

A programação será composta por festa Boom Boom Black, festa Crioula, Subconsciente em Pauta, Madame, Mateus Fazeno Rock, Dj Piajay, Dinha, Pirata, além do microfone aberto.

Serviço

11 de janeiro – das 16 às 20 horas

12 de janeiro – das 16 às 18 horas

Praia da Leste – Barraca Foi Sol

Fortaleza (CE)

APOIO-SITE-PICPAY

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor e coordenador regional do Notícia Preta

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.