Filme brasileiro concorre a Urso de Ouro com denúncia ao racismo

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O longa ”Todos os Mortos” é o único brasileiro entre os 18 títulos que concorrem ao Urso de Ouro na 70º edição do Festival de Berlim


Da esquerda para a direita, as atrizes Leonor Silveira e Mawusi Tulani, os diretores Caetano Gotardo e Marco Dutra, e as atrizes Clarissa Kiste e Carolina Bianchi, no Festival de Berlim. Foto: AFP

O filme ”Todos os Mortos”, dos diretores Caetano Gotardo e Marco Dutra, está concorrendo ao Urso de Ouro no Festival de Berlim. O filme mostra o racismo e a violência contra a comunidade negra no Brasil vistos a partir do processo histórico.

Ambientado no século XIX, após a abolição da escravatura (1889) e o surgimento da República, o filme descreve a relação entre uma família branca e outra negra, nos primeiros anos de adaptação a uma realidade supostamente ‘livre’ da escravidão.  Os vencedores da edição deste ano serão revelados no sábado (29)

O roteiro do longa começou a ser desenvolvido há oito anos, a partir de um argumento esboçado por Dutra (diretor, junto com Juliana Rojas, de “As boas maneiras”, 2017) e que, posteriormente, ganhou a colaboração de Gotardo (de “O que se move”, 2013). Os dois se conheceram no curso de cinema da USP e construíram carreiras paralelas ao longo das últimas duas décadas.

APOIO-SITE-PICPAY

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.