Professor é preso ao questionar abordagem violenta da PM no Centro do Rio

APOIE O NOTÍCIA PRETA
Professor Lucas Inácio levou um ‘mata-leão e foi preso | Foto: Reprodução

O professor da rede municipal, Lucas Inácio Nascimento foi preso após questionar policiais militares no bairro da Lapa, no Centro do Rio, sobre o motivo de uma abordagem violenta sofrida por dois rapazes. A prisão do professor, que está no presídio de Benfica, aconteceu neste domingo (23) e a audiência de custódia será nesta segunda-feira (24). A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio está acompanhando o caso.

Em um vídeo compartilhado nas redes sociais mostra o momento exato em que um policial tenta imobilizar o professor dando um golpe chamado de ‘mata-leão’ em Lucas. O rapaz cai no chão e é contido por mais dois PMs enquanto gritava “Me solta, estão me mantando!”. Algumas pessoas que assistiam a cena pediam para que os policiais parassem e diziam que Lucas era professor.

Os policiais teriam levado Lucas para a delegacia alegando que Lucas ajudou os rapazes a fugir, mas testemunhas afirmam que no momento em que o professor questionou os policiais, estes agrediram Lucas abrindo margem para fuga dos meninos que sofriam abordagem. Foi neste momento que os PMs prenderam Lucas Nascimento, jogando o professor no chão e agindo de maneira truculenta.

Lucas não tem passagem pela polícia, é professor concursado de artes e dá aulas na rede municipal da cidade do Rio.

A abordagem policial com uso excessivo da força sofrida pelo professor Lucas Nascimento acontece menos de uma semana após o ativista Raul Santiago ser detido pelo mesmo motivo: questionar o motivo de uma abordagem policial.

Na última quinta-feira (20), Raul e outras três pessoas foram detidas durante uma abordagem policial na Avenida Brasil, na altura do Complexo da Maré, na Zona Norte do Rio.

O grupo deixava a favela da Nova Holanda, onde desenvolveram atividades ao longo do dia, e estavam a caminho da comemoração do aniversário do ativista em três mototáxis, quando foram abordados por policiais do Batalhão de Choque. Raul transmitiu ao vivo a abordagem dos policiais que agiram de maneira abusiva, segundo o ativista. Ao questionar a abordagem, Raul disse que foi empurrado e detido por desobediência e resistência.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.