Famílias com dois trabalhadores ou com mães solo podem receber R$1.200 de renda emergencial durante crise do Covid-19

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quinta-feira (26) uma renda emergencial de R$ 600 aos trabalhadores autônomos, sem renda fixa, desempregados, informais e microempreendedores individuais, enquanto durar a pandemia do Coronavírus. O projeto segue agora para o Senado onde deve ser votado próxima segunda-feira (30).

O valor do auxílio pode chegar a R$ 1.200 por família e para mães solo. Terão direito a receber o benefício quem tiver renda mensal até R$ 3 mil ou meio salário por membro da família e abrange trabalhadores informais, autônomos, desempregados, MEI, inscritos no Cadastro Geral.

Este auxílio emergencial atenderá majoritariamente as famílias de mulheres negras e mães solo, visto que estes são os grupos com os piores indicadores de saneamento básico e de inadequações nas suas casas que as das brancas, segundo dados do IBGE. Mais de 40% destas mulheres negras não têm acesso a rede de esgoto, contra 26,7% das brancas. Os índices são também piores em relação a ausência de coleta de lixo (8,8% contra 3,7%) e de abastecimento de água (13,9% contra 9,4%).

Aqueles que já recebem o Bolsa Família também terão direito ao auxílio emergencial, mas ficam de fora aqueles que ganham outros benefícios, como, por exemplo, o seguro desemprego. Além disso, os valores serão destinados durante pelo menos três meses e poderão ser prorrogados enquanto durar a calamidade pública, decretada por causa da pandemia de coronavírus. De todas as formas, o pouco tempo de duração previsto inicialmente é considerado o ponto mais fraco entre os defensores do projeto, que falavam em pelo menos seis meses ou um ano.

Em caso de ser aprovado pelo Senado e sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro, o auxílio emergencial pode alcançar ao menos 100 milhões de brasileiros economicamente vulneráveis. Desse total, 77 milhões abrangem pessoas de baixa renda que já estão no Cadastro Único – sistema do Governo Federal que identifica a situação socioeconômica das pessoas com baixa renda.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

  • Finalmente consegui o CARTÃO ATM PROGRAMADO para
    retirar o máximo de $ 5.000 por dia para um máximo de 30
    dias via (wesleymarkhackers@gmail.com).
    Estou muito feliz com isso porque o usei para conseguir $ 150.000 para comprar mais bitcoins e pagar algumas contas

    Ele também pode ajudá-lo a dobrar seu bitcoin e recuperar todas as moedas criptográficas roubadas.
    Entrando em contato com ele agora para uma solução financeira.

    email: wesleymarkhackers@gmail.com

    Whatsapp: +19379917481

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.