“Eu sempre fui o único negro na equipe.”, afirma Hamilton durante evento em SP 

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Lewis Hamilton, heptacampeão mundial de Fórmula 1, foi atração principal do VTEX DAY, evento de inovação digital realizado em São Paulo, nesta quarta-feira (13). Ele falou sobre sua trajetória como um garoto negro de classe média de uma cidade do interior da Inglaterra que encarou todos os desafios para chegar à F1 e se tornar o maior vencedor do esporte. Entre os assuntos abordados no encontro, ele falou sobre a falta de diversidade no esporte. “Eu sempre fui o único negro na equipe, nos boxes. Quando eu perguntava o motivo, nunca ouvi uma resposta satisfatória. Acho que eles não estavam realmente interessados em achar uma resposta. Fizemos este trabalho e já começamos a ver algumas minorias representadas no esporte. Meu objetivo é ver um esporte mais diversificado em 10 ou 15 anos. Sinto que esta é minha responsabilidade minha.”, afirmou. 

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Lewis Hamilton. Foto: Reprodução Redes Sociais

Na palestra, Hamilton relatou a admiração que sentia desde a infância pelo campeão brasileiro Ayrton Senna. “Ayrton era o piloto que eu queria ser. É claro que, como todo garoto, eu jogava futebol, eu via futebol, via a seleção brasileira. Mas quando voltava da escola colocava uma fita no videocassete para ver o Ayrton. Fazia isso todo dia.”, contou ele. 

Leia também: Hamilton diz que pode ter feito a melhor apresentação da carreira no Brasil

Cerca de 8 mil pessoas estavam presentes no evento e puderam ouvir Hamilton falando, por exemplo, como se deu sua primeira visita ao Brasil. “Só vim ao Brasil pela primeira vez em 2007. Quando vim aqui a primeira vez me senti próximo de Ayrton, eu o via em todos os lugares. Mas eu estava correndo contra o Felipe, não foi fácil naquele ano, mas eu sempre tive muito apoio aqui. Os fãs são incríveis. Amo vocês. Quando dei aquela volta de celebração, eu vi aquela bandeira na curva 10, parei e algo me impulsionou a pegá-la. Foi um momento de grande orgulho pra mim.”, afirmou. 

Outro momento de grande comoção no evento foi quando Hamilton disse que só está esperando o passaporte brasileiro, o que causou uma rodada de aplausos, reforçando a relação do piloto com o público brasileiro na palestra que teve como tema “De azarão a líder: como prosperar contra todas as probabilidades e se tornar um ícone global”. Lewis Hamilton é um dos mais vitoriosos da história do automobilismo, se tornando heptacampeão da Fórmula 1 em 2020. Ele já havia vencido os campeonatos de 2008, 2014, 2015, 2017, 2018 e 2019. Assim, se tornou um dos dois únicos pilotos a ter conquistado 7 títulos da F1. Também é dele a marca de recordista de poles na história da F1, largando 100 vezes na primeira colocação.  

APOIO-SITE-PICPAY

Wellington Andrade

Jornalista formado pela FACHA (Faculdades Integradas Hélio Alonso) e pedagogo pela UERJ. Atualmente escreve para o Portal Notícia Preta e atua no segmento de assessoria de imprensa em parceria com a agência Angel Comunicação. Possui passagens por diferentes veículos como repórter, produtor e apurador, dentre eles TVs Record, SBT e Rede Vida de Televisão, além das rádios Bicuda FM, Nativa FM, Tupi AM e FM, Revista Ziriguidum Nota 10 e no portal especializado em Carnaval SRZD, do jornalista Sidney Rezende. Instagram: @reporterwellingtonandrade

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.