Em Salvador, policial é chamado por violência familiar e sofre racismo; acusada gritava “macaco”

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Os policiais foram atender uma denuncia de violência em ambiente familiar

A acusada das agressões e injúria racial possui 64 anos. Foto: Imagem extraída do vídeo

Agentes da Polícia Militar (PM) foram acionados na noite da última quarta-feira (16) para averiguar denúncia de violência familiar. Segundo o chamado, uma mulher de 64 anos agredia sua companheira no bairro Vale dos Lagos, em Salvador. No local, policias da 50ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) encontraram a mulher, identificada como Libânia Maria Dias Torres, agredindo a companheira. No entanto, a agressora mudou o foco da violência aos policiais chamando o agente negro de “macaco” repetidamente.

Segundo informações da polícia, a agressora ainda teria partido para violência física contra os militares e deu um tapa no rosto do agente. Em vídeo gravado no momento em que a Libânia Maria é conduzida para a viatura mostra o policial perguntando como ela estava chamando-o e a mulher repete por diversas vezes os gritos de “macaco”. Também é possível ouvir ao fundo uma voz feminina pedindo: “Libânia, pelo amor de Deus, não faça isso”.

A Polícia Militar informa ao Notícia Preta, através de nota, que a idosa foi conduzida à 11ª Delegacia de Policia [Territorial/tancredo Neves], juntamente com sua companheira onde foi realizado o flagrante pelo delegado. Os autos serão encaminhados à Procuradoria Geral do Estado (PGE) para adotar as providências judiciais cabíveis. Confira a nota da PM na íntegra:

“Por volta das 20h30 de quarta-feira (16) uma guarnição da 50ª CIPM foi solicitada, via Cicom, com a informação de que uma senhora de 64 anos estava sendo espancada dentro da própria residência no Vale dos Lagos, em Salvador. Ao chegar ao local, os policiais verificaram que se tratava de uma briga de casal onde a referida senhora era a agressora. Mesmo com a presença da guarnição no local, a senhora agrediu a companheira dela fisicamente ao ponto em que o policial da guarnição interveio na agressão. 
A agressora desferiu um tapa no rosto do policial militar e começou a chamá-lo de macaco. Ela foi conduzida, juntamente com a companheira, para a 11ª delegacia, onde foi lavrado o flagrante pelo delegado.
A Polícia Militar da Bahia informa que os autos serão encaminhados à Procuradoria Geral do Estado (PGE) para adotar as providências judiciais cabíveis.”

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.