Empresa oferece curso de tranças nagô para pessoas carentes

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Estão abertas as inscrições para o curso online gratuito de tranças nagô para pessoas carentes.  Com início no dia 5 de maio, o curso, além de ensinar uma nova profissão, vai ajudar os trancistas a lidar com a gestão do seu negócio, através de mentoria financeira e o marketing empresarial, uma das principais ferramentas utilizadas pelos empreendedores para promover a sua marca e aumentar o laço entre o profissional e o cliente.

Semanalmente, os 40 alunos selecionados vão contar com videoaulas e o acompanhamento online de instrutores. Durante o treinamento serão oferecidas aulas exclusivas para tirar dúvida com o professor. Idealizada pelo empresário Paulo Silva, o curso é totalmente virtual e foi pensado para amenizar os danos causados pela pandemia, após um ano de confinamento, onde a população precisou ficar em isolamento social, tendo como consequência, em sua maioria, a perda da sua fonte de renda. “Esse projeto tem por objetivo a valorização da história e raízes da nossa diáspora. A ideia é que cada aluno formado possa ser mais uma pessoa que se reconheça na cor, profissão e cultura, além de novas expectativas de vida e grandes sonhos”, explica.

Com duração de um mês, o curso tem como objetivo não somente de ensinar uma nova profissão para as pessoas, mas mostrar a importância e a força da ancestralidade negra e tudo que a envolve através da tranças nagô, de acordo com Paulo. “As tranças nagôs têm significados diferentes na cultura africana, desde o estado civil até problema pessoal. No Brasil e em outros países, elas foram usadas por mulheres negras no período de escravidão, como forma de comunicação entre os negros para encontrar o caminho nas fugas para os quilombos“, finaliza.

Para mais informações e inscrições para o curso, acesse o Instagram

APOIO-SITE-PICPAY

Fernanda De Souza

Graduada em jornalismo pela Centro Universitário Uni-BH, com 7 anos de experiência com Monitoramento de Notícia (Clipping Eletrônico). Atuação na elaboração de análises quantitativas e qualitativas que atende as necessidades da assessoria de comunicação.Vivência com produção e reportagem para revista, na área cultural.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.