Com mais de 14 milhões de desempregados, Brasil terá auxílio emergencial de R$ 250 e mães receberão R$ 375

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Vivendo em um cenário de calamidade com 256 mil mortes pela Covid-19 e mais de 14 milhões de desempregados, Brasil terá auxílio emergencial de R$ 250 e mães receberão R$ 375. Famílias compostas apenas por uma pessoa, receberão R$ 150.

O pagamento do novo auxílio teve uma redução de R$ 350, quando comparado ao benefício pago no ano passado, e irá de março até junho. Os valores serão pagos em quatro parcelas a apenas um membro da família e não pode ser acumulado. O Governo pretende beneficiar 46 milhões de famílias e o valor investido será entre R$ 35 bilhões e R$ 36 bilhões.

Brasil terá auxílio emergencial de R$ 250 a partir do dia 18 de março para os beneficiários do Bolsa Família. O restante dos trabalhadores deve receber a partir dos últimos dias do mês, segundo uma fonte que acompanha a elaboração da proposta.

Cesta básica chega a R$ 630 e Brasil terá auxílio emergencial de R$ 250

De acordo com um levantamento do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço da cesta básica varia entre R$ 453 e R$631, dependendo do Estado. O maior valor foi registrado em São Paulo, com base nos dados de 2020, e correspondeu a 53,45% do salário mínimo vigente, que era de R$ 1.045 – foi o maior percentual observado desde 2008, quando foi de 57,68%.

Entre 2009 e 2019, o comprometimento do salário mínimo com a cesta básica só ficou acima de 50% em 2016, quando foi de 51,87%.

valor da cesta báscia
Gráfico reprodução G1

Considerando o valor da cesta básica de São Paulo, o Dieese estimou que o salário mínimo necessário deveria ser equivalente a R$ 5.304,90, o que corresponde a 5,08 vezes o vigente. O cálculo é feito levando-se em consideração uma família de quatro pessoas, com dois adultos e duas crianças.

A cesta básica é o conjunto de alimentos necessários para as refeições de uma pessoa adulta. Segundo o Dieese, em 2020, a maior parte dos produtos que fazem parte dela apresentou elevação de preços em todo o país. O maior aumento foi observado em Salvador, enquanto o menor, em Curitiba.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.