Com apresentação de Manoel Soares, TV Globo transmite ‘Pantera Negra’ no ‘Tela Quente’ desta segunda

APOIE O NOTÍCIA PRETA

A pedido dos telespectadores, o filme Pantera Negra será transmitido pela primeira vez na TV aberta, nesta segunda-feira (31), no ‘Tela Quente’, na TV Globo. Antes do início do filme, será exibida uma chamada do jornalista Manoel Soares, falando sobre a importância histórica de um filme de super-herói ter sido protagonizado por um ator negro: “Eu esperei quase 40 anos para ter um super-herói parecido comigo e a pessoa que personificou esse sonho não está mais entre nós. Chadwik Boseman representou essa geração que ansiava por isso e se espelhou nessa conquista. Nesse momento em que o povo negro luta muito por representatividade, é lindo a TV Globo fazer essa homenagem para um homem e um filme que transformaram o imaginário social. Hoje, quando se pensa em África não se pensa só em pobreza e morte, mas também em Wakanda”, conta o apresentador.

“Me fantasio de Pantera Negra para os meus filhos. Tenho paixão pelo personagem e também por isso é um orgulho imenso interagir com o filme através dessa homenagem”, completa Manoel.     

A exibição do sucesso da Marvel Studios ‘Pantera Negra’ é uma forma de homenagear o astro Chadwick Boseman, que faleceu na última sexta-feira (28), após uma batalha de quatro anos contra um câncer no cólon. Lançado em 2018, o longa de Ryan Coogler ainda é inédito na TV aberta no Brasil.

A história de ‘Pantera Negra’ é baseada no personagem de mesmo nome da Marvel Comics. Na trama, após a morte do rei T’Chaka (John Kani), o príncipe T’Challa (Chadwick Boseman) retorna a Wakanda para a cerimônia de coroação. Nela são reunidas as cinco tribos que compõem o reino, sendo que uma delas, os Jabari, não apoia o atual governo. T’Challa logo recebe o apoio de Okoye (Danai Gurira), a chefe da guarda de Wakanda, da irmã Shuri (Letitia Wright), que coordena a área tecnológica do reino, e também de Nakia (Lupita Nyong’o), a grande paixão do atual Pantera Negra, que não quer se tornar rainha. Juntos, eles estão à procura de Ulysses Klaue (Andy Serkis), que roubou de Wakanda um punhado de vibranium, alguns anos atrás.   

Décimo oitavo filme do universo cinematográfico Marvel e primeiro título solo do personagem, ‘Pantera Negra’ foi aclamado pela crítica especializada, com destaque para as performances do elenco, figurino, sequências de ação, trilha sonora, roteiro e direção. Os críticos e o público o consideram como um dos melhores filmes de super-herói de todos os tempos, principalmente, pelo significado cultural de um afro-americano liderar uma produção da Marvel Studios, além de um elenco composto majoritariamente por atores negros. Grande sucesso de bilheteria, foi o quinto título Marvel a ultrapassar a marca de um bilhão de dólares em arrecadação mundial.

O filme recebeu diversos prêmios, com total de sete indicações no Oscar 2019, com vitórias para Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora Original e Melhor Direção de Arte. ‘Pantera Negra’ foi o primeiro filme de super-herói a receber uma indicação de Melhor Filme e o primeiro título Marvel a ganhar um Oscar. O filme também recebeu três indicações no Globo de Ouro 2019, obteve duas vitórias no Screen Actors Guild 2019 e doze indicações no 24º Critics’ Choice Movie Awards, vencendo três prêmios.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e com especialização em audiovisual pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, assessora de imprensa e idealizadora do portal Notícia Preta, um site de jornalismo colaborativo. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.