Defesa de atirador em protesto antirracista nos EUA diz que ele agiu em legítima defesa

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O advogado do atirador de 17 anos acusado de matar dois manifestantes e ferir outro durante um protesto antirracista nas ruas de Kenosha, nos Estados Unidos, publicou em uma rede social que seu cliente agiu em legítima defesa.

“Kyle Rittenhouse agiu em legítima defesa. As acusações de assassinato não se sustentam em fatos. Há um flagrante erro do judiciário sendo cometido com esse garoto de 17 anos”, publicou advogado Lin Wood.

Rittenhouse é acusado de seis crimes, incluindo homicídio doloso e tentativa de homicídio. Ele teria viajado cerca de 30 km de sua casa em Antioch, Illinois, para Kenosha, no Wisconsin onde atirou em manifestantes que protestavam na noite de terça-feira (25).

Vídeos do momento dos tiros foram feitos por testemunhas, em um deles é possível escutar o suspeito telefonar para um amigo e dizer ter acabado de matar alguém. Rittenhouse disparou um rifle de assalto contra três manifestantes que tentaram contê-lo, matando Joseph Rosenbaum, um militante do movimento Black Lives Matter, de 36 anos, e Anthony Huber, de 26 anos.

Huber tentou desarmar Rittenhouse com um skate quando foi atingido por um tiro na barriga. Já Rosenmbaun foi atingido na cabeça.

APOIO-SITE-PICPAY

Thais Bernardes

Formada em jornalismo pelo Institut français de Presse-Université Panthéon-Assas, em Paris e pelo Institut Pratique de Journalisme (IPJ), também na França, Thais Bernardes é jornalista, fundadora e CEO do portal Notícia Preta e podcaster do Canal Futura. Antes de concluir seus estudos na Europa, Thais cursou Relações Públicas na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), onde ingressou através do sistema de cotas. Após atuar como produtora no canal de TV France 2, em Paris, foi repórter no Jornal Extra, na rádio BandNewsFM e coordenadora de Comunicação da Secretaria de Estado de Direitos Humanos do Rio. Em novembro de 2018 a jornalista decidiu criar o portal Notícia Preta como forma de combater, através do jornalismo, o racismo e as desigualdades sociais.

4 Comments

  • Black Lives Matter é um movimento TERRORISTA

    (22/09/2020 - 11:13)

    KYLE HERÓI 💙

  • João Victor

    (26/09/2020 - 16:56)

    Em primeiro lugar, Kyle tinha ido a Kenosha com um grupo de homens para defender a propriedade privada de uma outra pessoa do vandalismo daquelas manifestações (um mercado) e para ajudar pessoas que poderiam acabar feridas (por isso carregava a bolsa no corpo, com kit de primeiros socorros). Observando alguns vídeos gravados naquela noite em que ele diz e mostra isso, pôde-se chegar facilmente a essa conclusão. Seu objetivo não era ferir ninguém, muito pelo contrário (inclusive, mais cedo naquele mesmo dia ele foi fotografado junto com voluntários limpando pichações ilegais de manifestantes de noites anteriores em um muro escolar).

    Segundo, percebe-se claramente, pelos vídeos gravados, que ele agiu em legítima defesa. No caso de Joseph (um homem branco, com uma ficha criminal incluindo acusações por abuso sexual de crianças de 9 a 11 anos), Kyle estava sendo perseguido quando ouviu tiros atrás de si, e Joseph lançou algo em sua direção no intuito de feri-lo, mas atingiu o chão. Kyle virou-se e teve a única reação que qualquer ser humano teria: atirar no agressor. Joseph levou o tiro e caiu morto. Depois, Kyle foi verificar o corpo e ligou, muito provavelmente, para os serviços de emergência, e, voltando a correr, disse que atirou em alguém (simplesmente não há lógica falar que ele ligou para um amigo a fim de falar que atirou em alguém! É completamente insensato isso, obviamente as pessoas ligariam antes para a polícia ou até para um familiar, e, como se mostra no vídeo, as discagens ao telefone foram rápidas, provavelmente ele teclou 911, o número dos serviços de emergência nos Estados Unidos, e teve que continuar fugindo depois).

    Já o caso de Anthony (também homem branco, com uma ficha criminal contendo várias acusações de violência domiciliar), Kyle estava correndo de muitas pessoas que com certeza não queriam apenas desarmá-lo, sejamos sinceros. Ele vai no chão, Anthony tenta atingir sua cabeça com seu skate e tirar o rifle das mãos do garoto (novamente, sem nexo falar que o objetivo era somente desarmar, óbvio que ele pretendia revidar e atirar em Kyle), e Kyle atirou antes, matando o agressor.

    Tem ainda a situação do terceiro, que ficou ferido pelo rapaz. Kyle ainda estava no chão após matar Anthony, e um homem chega à sua frente, mãos para cima, em sinal de ajuda, e tenta se aproximar. Kyle permite. Mas, ao se aproximar, ele tenta sacar uma pistola para atacar Kyle, que reage mais rápido e atira em seu braço. Uma foto foi tirada depois, mostrando o homem com o braço ferido pelo tiro e a arma na mão.

    Depois disso tudo, Kyle se levanta e vai na direção das forças policiais para mostrar o que houve.

    Respeito completamente as manifestações contra o racismo, em prol do direito dos negros/pretos/afrodescendentes/pessoas de cor, seja como achar melhor, e desejo que o racismo estrutural que existe em muitos países do mundo (principalmente no Brasil) seja derrotado, destruído, para benefício de todas as etnias que são prejudicadas com isso (pois racismo não é só contra negros. A partir do momento em que um índio, um asiático, ou um branco sofre preconceito por conta da sua condição de sê-lo, sofre racismo. Não existe racismo estrutural, pois toda forma de preconceito por conta da etnia, raça ou cor é racismo e ponto).

    Mas, acima de tudo, sou a favor da vida, e de cada um ter o direito de defender a sua, de cada um ter o direito de sobreviver, e defendê-la inclusive contra agressões do Estado, se for preciso. A partir do momento em que alguém ameaça a minha integridade, minha vida e minha família, eu tenho o direito de me defender, e vice-versa.

  • Esse garoto é um herói.

  • Sem deturpações, faz favor! Existem VÍDEOS MOSTRANDO que a REALIDADE NÃO FOI conforme descrita no texto.
    Kyle DEFENDEU-SE de um ATAQUE que sofreu por integrantes do movimento MBL, VIOLENTO, onde um dos “manifestantes” apontou uma pistola pra ele e outro o ATACOU com um skate, fora outros detalhes que podem ser CONFERIDOS nos VÍDEOS.

    Desculpe, mas contra FATOS não há argumentos. Minimizar um FATO pra fazer parecer que quem DEFENDEU A PRÓPRIA VIDA é supostamente o errado da história mostra porque tanta gente torce o nariz pra IDEOLOGIAS minadas em textos, disfarçados de “matérias”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.