Casa das Pretas: advogadas negras lançam casa de acolhimento em BH

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Na próxima quarta-feira (27), um coletivo de mulheres negras de Belo Horizonte lança a Casa das Pretas, um espaço de acolhimento às mulheres pretas, idealizado e coordenado por três gerações de advogadas. A casa oferecerá atendimento jurídico, além de cursos voltados para sexualidade e autoestima, expressão corporal, palestras, seminários e trabalhos educacionais junto a instituições de ensino parceiras da iniciativa.

O intuito do espaço é dar lugar às mulheres com acolhimento e afeto – Foto: Freepik

“A ideia central da Casa das Pretas é o atendimento às mulheres negras, principalmente, mas temos o propósito da não exclusão. Então, vamos fazer um atendimento geral, principalmente para as minorias representativas, abarcando a comunidade LGBTQIA+, dando suporte e estender o afeto, carinho e acolhimento a essa população”, explica Cristina Tadielo, uma das idealizadoras do espaço.

Ela lembra ainda que todas as profissionais que farão atendimento na Casa serão todas mulheres negras. “É cláusula pétrea da Casa das Pretas é que todas as profissionais que atenderão sejam mulheres e pretas”, comenta.

Leia também: Geledés lança websérie sobre o resgate da história da instituição e a luta das mulheres negras

Ainda segundo ela, para que o espaço ganhe forma e possa atender satisfatoriamente a quem precisa, o grupo está vendendo objetos para levantar valores para estruturação. “Estamos vendendo camisas e outros objetos para custear esses atendimentos, inclusive as despesas fiscais, que não são poucas e nem pequenas. “É muita luta, não é fácil. Não temos patrocínio, estamos indo na raça”, afirma Tadielo.

As três advogadas lideram A Casa das Pretas – Foto: Divulgação

A Casa das Pretas é fundada e idealizada pelas advogadas Cristina Tadielo, Educadora, pesquisadora, psicopedagoga, advogada, palestrante; Zaira Pereira, Advogada criminalista, especialista em direito penal, processual e processual penal. Professora em graduação e preparatórios para concurso nas áreas de direitos humanos, penal, processual penal e segurança pública. Além delas, também participa da Casa a advogada, especialista em Direito Público, membra da comissão de Bioética e Biodireito da OAB/MG, membra fundadora da Rari-Brasil, Diretora Geral Estadual de Promoção e Defesa da População Negra da Rari/MG, Tatiana Pauline.

APOIE O NOTÍCIA PRETA

Igor Rocha

Igor Rocha é jornalista, nascido e criado no Cantinho do Céu, com ampla experiência em assessoria de comunicação e escritor nas horas vagas. Editor do Notícia Preta.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.