Banco de imagens “Brasil com S” disponibiliza fotos de pessoas reais

APOIE O NOTÍCIA PRETA

O banco de imagens “Brasil com S” está indo na contramão dos demais bancos e busca fotos de pessoas e momentos reais, que representam verdadeiramente o Brasil.

A iniciativa disponibiliza mais de 200 fotografias focadas em três temas, o primeiro é um típico churrasco de domingo com amigos, o segundo é uma tarde comum de trabalho e por último uma festa. Todas as imagens não se prendem a estereótipos colocados na população e podem ser usadas gratuitamente.

“O povo brasileiro ainda é tratado apenas como estereótipos na comunicação. E foi em cima desse vazio que surgiu a necessidade de criar o “Brasil com S”, um banco de imagens que mostre – e naturalize – as pessoas de verdade, em momentos reais, para além desses rótulos e bandeiras pré-definidas”, explica Hugo Gunzburger, diretor criativo do projeto e sócio do Lab 678.

Landara Marcele é uma das modelos do banco de fotos “Brasil com S”, ela é estudante de Serviço Social na Pontifícia Universidade Católica (PUC-RIO) e técnica formada em Química pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. De acordo com Leandra, a representatividade como mulher negra e gorda é importante para o projeto, “Uma mulher negra, gorda e favelada se colocando em diferentes papéis possíveis e reais, acaba contrariando esses marcadores excludentes e limitantes do machismo, racismo e da gordofobia diante do meu corpo”, diz a estudante.

A modelo continua informando a relevância de ocupar esse espaço enquanto pessoa negra, já que no Brasil com maioria de habitantes pretos, ainda não são representados em peças publicitárias. “O Brasil possui cerca de 56% da população negra (segundo IBGE) e mesmo ainda que possua tal percentual, esses corpos são invisibilizados, estereotipados e marginalizados”, conclui Landara Marcele.

Leia também: OAB define que características físicas vão definir candidato cotista no órgão

APOIE O NOTÍCIA PRETA

1 Comment

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.